Conecte-se conosco

Policial

Pedindo retorno das visitas, familiares de detentos fecham estrada em protesto no interior do Acre

Familiares de presos voltaram a protesta

Publicado

em

Familiares de presos voltaram a protestar, na manhã desta segunda-feira (29), pedindo o retorno das visitas. Desta vez, o ato ocorre na cidade de Feijó, no interior do Acre, onde o grupo fechou a BR-364, próximo a Ponte do Envira.

Ao g1, a assessoria do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC) disse que o governo estuda o caso e que vai se pronunciar posteriormente.

Desde o último dia 17 que não havia visitas nos presídios após os policiais penais paralisarem as atividades pela aprovação da Lei Orgânica que regulamenta a categoria. Porém, no domingo (29) as visitas ocorreram somente em Rio Branco com ajuda da Polícia Militar.

Com cartazes e pedaços de madeiras no chão para impedir a passagem de veículos, o grupo composto em sua maioria por mulheres pedem uma resposta sobre a volta das visitas.

“Estamos aqui, bem perto da ponte porque queremos as nossas visitas de volta. Já estamos com um mês que não visitamos e não tem nenhuma previsão de quando vai voltar”, disse Mirlane Costa.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que uma equipe se desloca para o local.

Os protestos ocorrem desde a sexta-feira (26), quando familiares de presos fizeram protestos em Rio Branco e também no interior do Acre exigindo a volta das visitas nas unidades prisionais do estado.

“Tem muita gente aqui, muita mãe, muita esposa, senhoras. A gente só quer a nossa visita de volta. Estamos em uma manifestação pacífica. Ninguém está fazendo confusão, nada”, acrescentou.

Protesto em Rio Branco
No sábado (27), mesmo após o Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) divulgar que ocorreria visita no Complexo Penitenciário de Rio Branco os familiares dos detentos foram surpreendidos com o aviso de que não poderiam entrar no presídio.

É que os policiais penais decidiram não liberar o retorno das visitas devido ao baixo efetivo empregado para este sábado que, segundo eles, não garante a segurança dos presos, visitantes e dos próprios servidores.

O presidente da associação dos policiais penais, Eden Azevedo disse que, após analisar as condições para que a visita ocorresse conforme deliberação do Iapen, a categoria decidiu que não havia possibilidade.

“Devido ao baixo efetivo, a fragilidade e ia colocar em risco a vida tanto dos policiais quanto dos apenados e visitantes, foi deliberado pela categoria que não teria como ter visita justamente para resguardar a vida dos policiais que estão em serviço. Vale ressaltar que o efetivo de policiais aí não chega a 10, e a quantidade de presos chega a quase 2 mil. No dia de visita tinha que ter, no mínimo, uns 40 policiais penais para que a visita ocorresse normalmente”, disse.

Ao informar que as visitas voltariam a ser feitas nesse final de semana, o Iapen afirmou que vai apresentar nos próximos dias um planejamento da retomada das visitas nas demais unidades prisionais do estado.

Por Alcinete Gadelha

Policial

Polícia Militar apreende mais um carro furtado na Capital

A Polícia Militar apreendeu mais um veículo

Publicado

em

A Polícia Militar apreendeu mais um veículo furtado na capital, o carro apresentava sinais de adulteração na identificação.

Após os procedimentos de investigação os policiais descobriram que se tratava de um veículo furtado que ostentava placa de outro com as mesmas características.

O condutor foi encaminhado a delegacia para mais esclarecimentos.

Acreonline.net. Ascom

Continue lendo

Policial

Polícia Apreende 200 Mil Reais de Organização Criminosa no Acre

A Força Tarefa de Segurança Pública do Acre

Publicado

em

A Força Tarefa de Segurança Pública do Acre, composta pela Polícia Federal, Polícia Civil e Polícia Militar, apreendeu na manhã de hoje, 25/01/2022, em uma abordagem na Avenida Ceará, Rio Branco-AC, uma grande quantia em espécie. O dinheiro estava na posse de um indivíduo que atuava a mando do líder da organização criminosa desarticulada em 01/12/2021, durante a primeira fase da Operação HÉSTIA.

A ação é um desdobramento da operação que teve o objetivo de combater uma organização criminosa dedicada à lavagem de dinheiro oriunda do tráfico de drogas e que atuava em quatro estados da federação (AC, AM, RJ e RN).
Para lavar o dinheiro proveniente das atividades criminosas, um empresário do ramo de venda de extintores se utilizava de empresas sediadas em Rio Branco, Epitaciolândia e Cruzeiro do Sul, a fim de simular um funcionamento regular dessas pessoas jurídicas para justificar os valores e bens obtidos com o lucro do tráfico interestadual de drogas.

Além disso, apurou-se que com o dinheiro obtido através da venda de entorpecentes, o grupo criminoso também praticava a lavagem de capitais por intermédio de empréstimos – com cobrança de juros exorbitantes – a empresários da capital acreana.

O trabalho de inteligência desenvolvido pela Força Tarefa de Segurança Pública do Acre continuou mesmo após a deflagração da operação e possibilitou a localização e apreensão desse valor pertencente à organização criminosa investigada. O dinheiro foi depositado em uma conta e ficará à disposição da Justiça.

Ascom

Continue lendo

Policial

Policia Civil deflagra operação e cumpre mandados de busca e apreensão em alvos investigados por furto de gado

 A Policia Civil deflagrou operação de cumprimento

Publicado

em

A Policia Civil deflagrou operação de cumprimento de mandados de busca e apreensão em alvos investigados pela pratica criminosa de furto de gado – doutrinariamente conhecido como Abigeato.
O trabalho investigativo da equipe da 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil colheu elementos que subsidiaram o inquérito policial onde foi possível identificar pessoas que integram uma organização criminosa que age no cometimento desse tipo de crime.

Os crimes ocorriam na maioria das vezes entre os ramais da Rodovia AC-90, Transacrena, nos períodos noturnos, e os animais levados para colônias alheias, vendidos ou executados para venda de carnes.
Os infratores utilizavam de Guia de Transporte Animais (GTA) frias ou falsificadas, dificultando assim qualquer fiscalização na ocasião de serem abordados.
Os elementos colhidos durante a fase de investigação foram suficientes para expedição dos mandados pela justiça e cumpridos em operação.

Na residência do nacional A. L. G., durante a ação policial, foi possível apreender uma arma de fogo (sem registro), do tipo “garrucha”, calibre .22, e uma caixinha de munições contendo 12 munições, .22, intactas.

O responsável pela arma de fogo foi levado à Delegacia de Flagrantes (DEFLA) para procedimentos cabíveis.
Nas demais residências foram apreendidos celulares dos principais suspeitos, vários documentos e GTA’s em branco e 03 (três) pistolas de vacinação de gado; os quais serão remetidos à perícia para colheita de elementos comprobatórios que possam identificar mais pessoas envolvidas na pratica criminosa e por consequência sua responsabilização.

Ascom

Continue lendo

Trending