Conecte-se conosco

Esporte

Fluminense enfrenta Coritiba em seu primeiro jogo após saída de Abel

Na primeira partida após a saída do técnico

Publicado

em

Na primeira partida após a saída do técnico Abel Braga, o Fluminense visita o Coritiba, a partir das 16h (horário de Brasília) deste domingo (1) no estádio Couto Pereira, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. A partida contará com a transmissão ao vivo da Rádio Nacional.

Após uma série de apresentações muito ruins (que culminaram na derrota para o Internacional no Brasileiro e no empate sem gols com o Unión Santa Fe na Copa Sul-Americana com direito a pênalti desperdiçado no fim) o técnico Abel Braga pediu para deixar o comando da equipe das Laranjeiras.

Assim, sob o comando do técnico interino Marcão, o grande desafio do Tricolor será voltar a apresentar um bom futebol que lhe permita somar pontos no Brasileiro. Caso o treinador opte pela formação que usou na última temporada, quando comandou a equipe após a saída de Roger Machado, ele deve optar pelo 4-4-3, ao invés da formação com três zagueiros que era adotada por Abel.

Coxa confiante

Apesar de ter os mesmos quatro pontos do Fluminense na classificação do Brasileiro, o Coritiba vive um momento de confiança, em especial após arrancar um empate por 2 a 2 com o Atlético-MG na última rodada.

O zagueiro Luciano Castán concorda com a avaliação de que o Coxa vive um bom momento, mas afirma que a equipe deve se esforçar para continuar caminhando bem no decorrer de toda a temporada: “Nosso início de temporada é muito bom, conseguimos a taça do Paranaense após alguns anos, uma vantagem contra o Santos na Copa do Brasil, mas ainda não é tudo, estamos distantes do nosso principal objetivo, que é ter o Coritiba competitivo no campeonato inteiro. Nosso maior desafio é manter a boa performance nas duas competições, para que no final do ano possamos comemorar”.

Esporte

Brasil volta a campo pela Copa, contra Camarões, mais ‘suave’ e com time reserva

Nos dois primeiros jogos da fase de grupos da Copa

Publicado

em

Nos dois primeiros jogos da fase de grupos da Copa do Mundo do Catar, contra Sérvia e Suíça, o Brasil fez o seu dever de casa, com isso, pôde ir mais tranquilo para a terceira e última rodada. Nesta sexta-feira (2), às 16h (de Brasília), nossa seleção, já garantida nas oitavas de final, encara Camarões, com uma equipe considerada reserva.

Líder do Grupo G e com 6 pontos, resta saber se a seleção brasileira se classificará em segundo ou primeiro da chave, interferindo no duelo da próxima fase, que poderá ser com qualquer um dos times do Grupo H (Portugal, Gana, Coreia do Sul e Uruguai), que também jogam nesta sexta. Com um empate, já nos garantimos na ponta; em caso de derrota sul-americana, a Suíça precisa perder ou empatar com a Sérvia, no mesmo horário.

Sofrendo com lesões, o técnico Tite e sua comissão resolveram poupar aqueles atletas considerados titulares, visando uma plena recuperação para as próximas fases. Ao que tudo indica, teremos dois volantes de origem e nenhum meia armador, com Gabriel Jesus, que disputa posição com Pedro, atuando como um camisa 9.

Ele falou sobre a escalação. “O Brasil tem 26 grandes atletas. Tenho que dar essa oportunidade para eles porque eu ainda não sei o quanto eles terão de desempenho. Todos precisam estar preparados. Como eu ia saber que Danilo estaria fora? Que Rodrygo atuaria bem assim? A resposta vem no campo”, disse.

Ainda não é possível afirmar que o lateral-direito Danilo, com uma lesão no tornozelo esquerdo, o lateral-esquerdo Alex Sandro, com dores no quadril, e o atacante Neymar, com o tornozelo direito machucado, voltam na próxima partida. Caso passe em primeiro, o Brasil joga pelas oitavas na segunda-feira (5); se for em segundo, duelo será na terça (6).

Por Gabriel Moraes

Continue lendo

Esporte

Brasil enfrenta Camarões tentando manter 100% de aproveitamento

A seleção brasileira encerra sua participação

Publicado

em

A seleção brasileira encerra sua participação na primeira da Copa do Catar, a partir das 16h (horário de Brasília) desta sexta-feira (2) no Estádio de Lusail, em partida contra Camarões. Após vitórias sobre a Sérvia e a Suíça nas rodadas anteriores, a expectativa é de que o Brasil some mais três pontos de forma a encerrar sua participação no Grupo G com 100% de aproveitamento.

Com a classificação para as oitavas de final já assegurada, o técnico Tite decidiu poupar os jogadores considerados titulares, o que também lhe permitirá observar atletas que tiveram poucas oportunidades de mostrar serviço. “Só posso mensurar quantos atletas posso utilizar em sequência com eles produzindo em campo. É uma oportunidade de alto nível de eles competirem. É um risco? Sim, mas uma oportunidade para mostrarem toda sua qualidade”, declarou o treinador em entrevista coletiva na última quinta-feira (1).

Considerando três ausências certas por lesão (Neymar, Danilo e Alex Sandro) e as últimas atividades do Brasil no Catar, a expectativa é de que o Brasil entre em campo com uma equipe completamente nova. Uma possível escalação da seleção para o jogo com Camarões é: Ederson; Daniel Alves, Militão, Bremer e Alex Telles; Fabinho, Fred e Rodrygo; Antony, Gabriel Jesus e Martinelli.

Daniel Alves, inclusive, viverá um momento especial diante de Camarões. Aos 39 anos de idade, o lateral se tornará o jogador mais experiente a vestir a camisa da amarelinha em um Mundial de seleções da Fifa. “Isso é motivo de orgulho, motivo de estar aqui e ainda defender a seleção. São muitos anos de história e agora é hora de encerrar o ciclo dentro da seleção brasileira jogando uma Copa do Mundo. Para mim é uma satisfação muito grande”, declarou.

Se o Brasil chega em uma situação confortável à partida, à seleção africana (que soma apenas um ponto após duas rodadas) uma vitória é fundamental para continuar sonhando com uma vaga nas oitavas.

E o técnico de Camarões, Rigobert Song, afirmou, em entrevista coletiva, que sua equipe não abdicará de uma postura ofensiva que lhe permita buscar a classificação: “Não pensamos em como eles [Brasil] se comportarão, mas pensamos em como nós vamos nos comportar. É certo que eles têm a vantagem da classificação. Não queremos pensar em como eles vão nos atacar, mas em como nós os atacaremos. Não me interessa o que eles farão e nos preparamos para jogar uma partida digna. É uma final”.

Para esta partida uma ausência é certa, do goleiro titular André Onana, suspenso por motivos disciplinares. Assim, Epassy deve ocupar a posição. Outra novidade pode ser a entrada do camisa 10 Aboubakar, que foi decisivo no empate de 3 a 3 com a Sérvia, partida na qual marcou um gol e deu uma assistência.

Com isso, uma possível escalação de Camarões para o jogo com o Brasil é: Epassy; Fai, Castelletto, N’Koulou e Tolo; Hongla, Anguissa e Kunde; Aboubakar, Choupo-Moting e Ekambi.

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Esporte

Encontro entre Messi e Lewandowski é o destaque da Copa na quarta

A próxima quarta-feira (30) reserva um encontro

Publicado

em

A próxima quarta-feira (30) reserva um encontro de estrelas para os amantes de futebol que acompanham a Copa do Catar. A partir das 16h (horário de Brasília), o Estádio 974 será palco do confronto da Argentina de Lionel Messi e da Polônia de Robert Lewandowski, partida válida pela terceira rodada da fase de grupos do Grupo C e que decidirá o destino destas equipes na competição.

Os hermanos dependem apenas de suas próprias forças para avançarem, basta que vençam para se garantirem nas oitavas. Após o triunfo sobre o México no último sábado (26), a Argentina chega motivada para a partida desta terça.

Já a equipe de Robert Lewandowski vem de triunfo sobre a Arábia Saudita, o que lhe garantiu a liderança da chave. Com quatro pontos conquistados, os poloneses precisam de apenas um empate para avançarem.

No mesmo horário e grupo, Arábia e México medem forças no Estádio de Lusail. A seleção mexicana não depende só de si para avançar, pois, ocupando a lanterna do Grupo C com apenas um ponto, terá que superar os sauditas e torcer por uma vitória da Polônia no outro jogo. Se a Argentina vencer ou der empate, o México terá que tirar a diferença no saldo de gols. Já a Arábia tem uma situação mais simples para avançar às oitavas, precisa apenas de uma vitória simples.

Mais cedo, a partir das 12h, começará a ser definida a classificação final do Grupo D, com a atual campeã França pegando a Tunísia no Estádio Cidade da Educação e Austrália e Dinamarca medindo forças no Estádio Al Janoub.

Os franceses chegam ao seu compromisso com 100% de aproveitamento até aqui e já classificados. Já os tunisianos, com apenas um ponto, têm uma pequena possibilidade de avançar, e para isto precisam bater a França e torcer para que a Austrália não supere a Dinamarca.

Os australianos, por sua vez, tem situação muito cômoda, pois dependem apenas de si. Basta que vençam. Os dinamarqueses, por sua vez, precisam vencer, mas com um saldo de gols melhor do que o dos tunisianos.

* Colaboração de Pedro Dabés (estagiário) sob supervisão de Verônica Dalcanal.

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Trending