Conecte-se conosco

Policial

Polícia Civil vai à localidade isolada para fortalecer a Rede de Proteção em alusão ao mês lilás

Durante a segunda semana do mês lilás

Publicado

em

Durante a segunda semana do mês lilás, 09 a 13, a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Manoel Urbano, coordenada pela Delegada Mariana Gomes esteve em Santa Rosa do Purus e visitou aldeias próximas para fortalecer a rede de proteção do município e disseminar a Lei Maria da Penha e informações acerca da violência contra a mulher, e também crianças e adolescentes.

Durante os cinco dias de atuação, foram realizadas reuniões e debates entre a Polícia Civil com a Prefeitura Municipal, Secretaria de Assistência Social, Polícia Militar, Conselho Tutelar, Centro de Referência e Assistência Social, Coordenadoria da Mulher, Coordenadoria do Idoso, representante da FUNAI e representantes da saúde.

A coordenadora da Mulher do Município é a indígena, Osmarina Kashinawá, que está empenhada no combate firme a todas as formas de violência contra a mulher no município que é composto predominantemente por indígenas.
A Indígena Kulina Silvia, Conselheira Tutelar, frisou a importância de ser dar atenção às crianças e meninas indígenas da localidade.

A primeira-dama e secretária municipal de Assistência Social Maria Meres Vaz da Silva firmou o compromisso com o combate à todas as forma de violência contra a mulher.
A cabo da polícia militar Reselir Fassab é a única mulher em atuação no centro integrado e também demonstrou interesse e empenho na causa tão sensível na cultura local.

A atuação articulada é a forma mais eficaz de combate às violências e é de suma importância o diálogo entre as instituições e alinhamento de esforços.
Em todas as reuniões realizadas, foi possível identificar a necessidade de capacitação e estruturação que é precária em todas as áreas.

A conclusão de uma semana de debates foi de atuar na base contra a violência na localidade – educação.
A violência está naturalizada na cultura local e é preciso neutralizar e todos juntos, começar a mudar.
A Rede está empenhada em trabalhar no seu fortalecimento de combate a qualquer forma de violência contra a mulher.

Ascom

Policial

Polícia Civil prende adolescente envolvido em homicídio na cidade de Manoel Urbano

A Polícia Civil em Manoel Urbano apreendeu

Publicado

em

A Polícia Civil em Manoel Urbano apreendeu o adolescente T. C. S A, de 16 anos, envolvido no homicídio que vitimou a facadas GELSON VIEIRA DA SILVA na madrugada do sábado do dia 7 de maio no Porto da Escadaria, bairro Centro, da cidade de Manoel Urbano.

Após tomar conhecimento dos fatos com o encontro do corpo pela manhã por populares, a Polícia Civil adotou as medidas de polícia judiciária cabíveis, tendo formado uma linha investigativa que culminou na representação pela internação e deferida pelo juízo local.

O adolescente foi apreendido com todas suas garantias preservadas.
Vale destacar que ao número de mortes no Brasil caiu 6% de janeiro até março de 2022 em relação ao mesmo período do ano passado, tendo o Estado do Acre tido a MAIOR QUEDA DO Brasil com redução de 38% de mortes violentas e intencionais sendo destaque NACIONAL.

Cabe constitucionalmente à Polícia Civil, dirigida por delegados de polícia de carreira, as funções de polícia judiciária e a apuração de infrações penais.

Assim, a Polícia Civil com a elucidação da autoria, colheita de prova de materialidade e circunstâncias da prática dos crimes, a instituição comprova seu comprometimento na atuação combativa da criminalidade.

Ascom-Acreonline

Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende faccionado acusado de participar da morte de indigna

Na manhã deste sábado, 21, a Polícia Civil

Publicado

em

Na manhã deste sábado, 21, a Polícia Civil em Feijó deu cumprimento ao mandado de prisão em desfavor de I.S.O, de 19 anos de idade, em razão de estar sendo investigado pela participação na morte do indígena Ribamar Barbosa Kaxinawá, morto no dia 07 de janeiro de 2022, numa região de mata, localizado nos arredores do bairro Vitória, na cidade de Feijó.

A vítima foi morta de forma cruel, sendo obrigada a cavar sua própria cova, foi alvejada por disparo de arma de fogo, e depois teve sua garganta cortada com uma faca.
Até o presente momento oito pessoas estão presas acusadas de participação no homicídio que chocou, sobretudo a comunidade indígena da cidade de Feijó.

De acordo com a investigação, o crime foi cometido de forma extremamente hedionda, não tendo a vítima qualquer chance de defesa. A morte se deu em razão de dívida de drogas.

Continue lendo

Policial

A Polícia Civil prendeu uma quadrilha pela prática delituosa de Abigeato

Na neste sábado, 21, a Polícia Civil

Publicado

em

Na neste sábado, 21, a Polícia Civil em Tarauacá prendeu uma quadrilha pela prática delituosa de Abigeato (furto de gado).
O trabalho investigativo da Polícia Civil possibilitou colher elementos probatórios do crime que vinha sendo cometido pelo bando contra pecuaristas da região.


A autoridade policial representou pela prisão dos envolvidos o que foi deferida pela justiça. Em posse dos mandados a equipe de policiais conseguiu capturar toda a quadrilha, em flagrante delito, em poder de 263Kg de carne bovina que seria vendida de forma ilegal. Um veículo de passeio modelo Palio, marca Fiat, que era usado pelos criminosos, também foi apreendido.

Durante a ação policial foram presos: R. L. S. – 19 anos, R. C. N. S. – 18 anos, J. A. Q. N. – 24 anos, F. C. V. S. – 27 anos, Y. S. R. – 19 anos e F. D. S. P. – de 20 anos.
De acordo com a autoridade policial, estima-se que mais de vinte cabeças de gado tenham sido furtadas pelo grupo criminoso, pelo menos sete ocorrências foram registradas pelos criadores.

A súcia foi conduzido a delegacia pra lavratura de auto de prisão em flagrante e em seguida colada a disposição da justiça.

Ascom

Continue lendo

Trending