Conecte-se conosco

Outras

Butantan entrega mais 420 mil doses da CoronaVac ao PNI

O Instituto Butantan entregou hoje (30) uma remessa com 420 mil doses da vacina contra o novo coronavírus

Publicado

em

O Instituto Butantan entregou hoje (30) uma remessa com 420 mil doses da vacina contra o novo coronavírus, a CoronaVac. Até o momento, já foram disponibilizadas para o Programa Nacional de Imunizações mais de 42 milhões de doses da vacina.

O instituto está produzindo o imunizante a partir dos 3 mil litros de matéria-prima recebidos da China. A previsão é que mais 1 milhão de doses sejam enviadas para serem distribuídas para todo o país na próxima quinta-feira (6).

A previsão inicial era de que terminasse hoje a entrega do primeiro contrato assinado com o Ministério da Saúde, para o fornecimento de 46 milhões de doses do imunizante. No entanto, houve um atraso na última entrega de insumo farmacêutico ativo (IFA), que estava previsto para chegar até o fim de março. Assim, o Butantan trabalha agora para finalizar a entrega do primeiro contrato nas próximas semanas.

O segundo contrato assinado entre o governo federal e o Butantan estipula a disponibilização de mais 54 milhões de doses de vacina até o final de agosto.

Nova vacina
Nessa semana, o Butantan também começou a produção de uma vacina própria contra o coronavírus, chamada de Butanvac. O imunizante ainda aguarda a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser testado em seres humanos.

Segundo o governador de São Paulo, João Doria, caso haja rapidez na aprovação da nova vacina pela Anvisa, poderão ser fabricadas até 150 milhões de doses do imunizante até o final do ano. Até o momento, o instituto tem uma previsão de produzir, de acordo com o governador, pelo menos 40 milhões de doses.

Edição: Denise Griesinger

Continue lendo

Outras

Crianças em tratamento no Hospital do Câncer ganham espetáculo do Circo Broadway

“Palmas, palmas, o circo chegou!”

Publicado

em

“Palmas, palmas, o circo chegou!”: foi nesse clima de alegria que as mais de 30 crianças que fazem tratamento contra o câncer na Unidade de Alta Complexidade em Oncologia do Acre (Unacon), ou Hospital de Câncer, assistiram, em Rio Branco, a um espetáculo gratuito que o Circo Broadway proporcionou a elas e a familiares, além da equipe de apoio, dos servidores e de seus filhos, no fim da tarde desta quarta-feira, 22.

Circo Broadway proporcionou um espetáculo gratuito a crianças com câncer Foto: Pedro Devani/Secom.
Sensível à realidade desses pequenos na luta contra uma doença tão agressiva, e também ao trabalho que a equipe multidisciplinar desempenha no tratamento dos pequenos pacientes, a direção do circo, num gesto de generosidade, procurou a coordenação do Hospital do Câncer, oferecendo a oportunidade de entretenimento.

Em parceria com o Gabinete da Primeira-Dama, Ana Paula Cameli, o hospital viabilizou o passeio, contando também com a ajuda do Corpo de Bombeiros Militar, que disponibilizou o ônibus para efetuar o transporte das crianças até a Arena da Floresta, onde foi realizado o espetáculo.


Brincadeiras, palhaços, globo da morte, malabares e diversas outras atrações distraíram a meninada. “Estou achando muito legal e divertido, é a minha primeira vez no circo”, disse Lorenzo Oliveira, de 5 anos, que está em tratamento há um mês.

“O evento vai fazer muito bem a ele, estamos aqui para alegrar a sua vida”, disse sua mãe, Paula Oliveira, com lágrimas nos olhos.

“Ações como essa mostram quão solidários somos. Meus agradecimentos ao Circo Broadway e ao governo do Estado, por promoverem um momento tão alegre para as crianças”, destacou Ana Paula Cameli.

O apresentador e diretor do circo, Robert Ramito, afirmou: “Para nós é satisfatório doar esse espetáculo, pois todos devemos contribuir. Estamos abertos a outras apresentações, pois as crianças precisam de alegria”.


O evento se deu exatamente durante o Setembro Dourado, mês escolhido para intensificar a conscientização sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer infanto-juvenil.

Unacon
A Unacon faz parte do complexo de serviços e atividades da Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre) desde 2007, atendendo também pacientes dos estados vizinhos, Rondônia, Amazonas e Roraima, e até mesmo da Bolívia e Peru. Oferece tratamento de quimioterapia adulta e infantil, cirurgias oncológicas e radioterapia. Possui 16 leitos de internação adultos e funciona todos os dias da semana, inclusive com emergência oncológica, 24 horas por dia.

Por Neide Santos e Emilly Souza

Continue lendo

Outras

Fortes ventos causam prejuízos em Tarauacá

Na última terça-feira, 21, o 7° Batalhão foi acionado para atender

Publicado

em

Na última terça-feira, 21, o 7° Batalhão foi acionado para atender uma ocorrência de queda de árvore, no bairro do Corcovado, em Tarauacá.
.
O forte temporal que atingiu o município acabou derrubando a árvore que caiu em cima de uma casa e derrubou um ponto de ônibus.
.
Na casa só houve pequenos estragos e ninguém ferido. No ponto de ônibus não havia ninguém abrigado na hora do incidente.
.
O Corpo de Bombeiros de Tarauacá faz um alerta para população para ter cuidado com os temporais que possam atingir a cidade. Qualquer emergência, ligar para o 193.

Continue lendo

Outras

Motoristas voltam a circular com 100% da frota de ônibus após acordo com empresa

A população de Rio Branco volta a ter 100% da frota de ônibus

Publicado

em

A população de Rio Branco volta a ter 100% da frota de ônibus circulando nesta quarta-feira, 22, após os motoristas da Auto Viação Floresta aceitarem o que foi acordado com a empresa. Antes disso, somente os funcionários de outra empresa estavam desempenhando as atividades na rua.

Com o retorno das atividades, os funcionários também passam a seguir a liminar do desembargador Shikou Sadahiro, do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região (TRT-RO), que determina a manutenção de pelo menos 90% da frota em circulação nos momentos de pico e de 70% em horários normais mesmo em situação de greve categoria.

Em caso de descumprimento, foi estabelecida multa diária de R$ 50 mil e mais uma multa de R$ 10 mil por ônibus parado, uma vez que a Lei de Greve classifica o transporte coletivo urbano de passageiros como atividade essencial que deve ser mantida por empregadores e trabalhadores durante as paralisações.

O Sindicato dos Trabalhadores em Transporte de Passageiros e de Cargas do Estado do Acre não reconheceu o movimento de greve e afirmou que o ato se tratava de uma ação isolada e com fins “políticos”.

As empresas de coletivo da capital asseguram que com o repasse de R$ 2,5 milhões por parte da prefeitura será possível quitar todas as dívidas com os trabalhadores e ainda reduzir o preço da tarifa de ônibus para R$ 3,50 ou menos. O município está empenhado em seguir com esse acordo a fim de garantir o pagamento aos trabalhadores e baixar o valor da passagem.

Por Thais Farias

Continue lendo

Trending