Conecte-se conosco

Outras

Martins do Banco do Brasil vence a Covid-19 após 18 dias entubado

O Ex-gerente da agencia do Banco do Brasil em Sena Madureira Martins Rodrigues foi acometido do vírus da Covid-19 que por pouco não tirou sua vida,

Publicado

em

O Ex-gerente da agencia do Banco do Brasil em Sena Madureira Martins Rodrigues, foi acometido do vírus da Covid-19 que por pouco não tirou sua vida, foram 18 dias entubado no hospital Santa Juliana em Rio Branco. Foi quando os médicos e familiares decidiram transferi-lo para o mesmo hospital com sede em Brasília. Lá Martins permaneceu por mais 40 dias, neste sábado (19) deixou o hospital em Brasília e já embarcou no avião com destino ao Acre, com previsão de chegada por volta da madrugada deste domingo.

Nossa reportagem conseguiu contato por telefone com ele no final da tarde deste sábado. Emocionado Martins agradeceu a todos os amigos e familiares que dobraram seus joelhos para orar a Deus pela sua vida, ainda cansado em uma cadeira de rodas Martins disse que sua total recuperação dependerá de muita fisioterapia, e logo  pretende voltar ao trabalho na agencia estilos em Rio Branco onde é gerente.

Em nome de toda a redação do Acreonline.net desejamos muita saúde amigo, que Deus continue te abençoando

Ronaldo Duarte

Outras

Portaria do INSS detalha procedimentos para atendimento presencial

Portaria publicada pelo Instituto Nacional

Publicado

em

Portaria publicada pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no Diário Oficial da União de hoje (29) detalha regras e procedimentos para o atendimento presencial nas agências da Previdência Social. Algumas medidas são voltadas à identificação pessoal, especificando quais são os documentos oficiais a serem apresentados, bem como de algumas exceções quanto às características dos documentos.

A Portaria nº 1.027 informa que a identificação pessoal válida do interessado, bem como de seu representante legal ou procurador, é “pré-requisito para a realização do atendimento, sendo obrigatória a apresentação de, pelo menos, um documento oficial com foto e original”.

Segundo a portaria, no caso de pessoas enfermas ou com idade acima de 60 anos, “não poderá ser negado validade da carteira de identidade, mesmo que o documento apresentado contenha alteração das características físicas do titular que gere dúvida fundada sobre a identidade ou alteração significativa da assinatura”.

Além disso, a portaria garante, à pessoa surda ou com deficiência auditiva, ser acompanhada por intérprete ou tradutor de Língua Brasileira de Sinais (Libra), caso seja de seu interesse. De acordo com o texto, solicitações de alta complexidade que não estejam disponíveis nos canais remotos ou por meio de agendamento próprio devem ser feitas por meio da Central 135 ou, excepcionalmente, nas agências.

Maria Claudia

Continue lendo

Outras

Acre registra mais dois casos suspeitos de varíola dos macacos

Nesta terça-feira, 28, mais dois casos suspeitos

Publicado

em

Nesta terça-feira, 28, mais dois casos suspeitos de varíola dos macacos foram registrados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cruzeiro do Sul, interior do Acre.

São duas mulheres de idades não reveladas. As duas apresentam lesões na pele. Uma delas teve contato com um estrangeira e a outra é sua irmã.

A coleta de material para exames já foi feita e enviada para capital acreana. A direção da unidade deve acionar o Ministério da Saúde.

Continue lendo

Outras

Combustíveis: STF tenta novo acordo entre União e estados sobre ICMS

O ministro Gilmar Mendes promoveu hoje

Publicado

em

O ministro Gilmar Mendes promoveu hoje (28) uma audiência de conciliação na tentativa de fechar um acordo entre União, estados e Distrito Federal acerca da cobrança do Imposto sobre Circulação de Bens e Serviços (ICMS) dos combustíveis.

Na reunião, realizada por videoconferência, os estados e o DF fizeram uma proposta com quatro pontos para tentar um acordo com a União, que se comprometeu a estudar e responder até o fim desta quarta-feira (29).

O encontro aconteceu no âmbito de uma ação direta de inconstitucionalidade (ADI) aberta pela União para obrigar estados e DF a limitarem suas alíquotas de ICMS sobre combustíveis, conforme regras aprovadas pelo Congresso e sancionadas pelo presidente Jair Bolsonaro.

Entre as propostas, está que o cálculo do ICMS sobre o diesel esteja vinculado a uma média de cobrança nos últimos 60 meses. Outro ponto defendido por governadores é que a cobrança do imposto sobre operações de fornecimento de combustíveis passe a ser maior do que o cobrado sobre as demais operações de bens e serviços a partir de 2024.

Os governadores propuseram ainda que a alíquota geral de ICMS não esteja vinculada à essencialidade dos combustíveis, conforme prevê a Lei Complementar 192/2022, recém-sancionada. Por último, foi proposta a retirada de duas tarifas específicas do cálculo do ICMS sobre os combustíveis, tema que se encontra em discussão no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

“Iniciados os trabalhos e proposta a conciliação entre as partes, a mesma restou infrutífera, por ora. Todos os entes federativos puderam expressar-se, por meio de seus representantes, e ficou acertado que as partes se manifestariam no prazo de até 24 (vinte e quatro) horas. Todos saíram devidamente intimados”, diz o Termo de Audiência sobre o teor da reunião.

Uma outra tentativa de conciliação sobre a cobrança do ICMS sobre combustíveis já havia sido tentada pelo ministro do Supremo André Mendonça, porém sem sucesso. O caso tratava da unificação das alíquotas praticadas pelos estados e o DF.

Relator de uma outra ADI sobre o assunto, Mendonça acabou por atender em parte os pedidos da União e conceder uma liminar para unificar a cobrança de ICMS sobre combustíveis a partir de 1° de julho.

Nesta terça-feira (28), 12 governadores abriram uma nova ADI sobre o tema, dessa vez pedindo a inconstitucionalidade da LC 192/2022. Na peça inicial, eles argumentam que a redução do ICMS como proposto pelo governo federal é “inexequível”, por se tratar da principal fonte de arrecadação dos estados e do DF.

Ministros do governo têm defendido as medidas que vêm sendo adotadas para tentar reduzir os preços dos combustíveis, que reafirmam ser um problema global.

Edição: Aline Leal

Continue lendo

Trending