Conecte-se conosco

Policial

Ex-deputado Roberto Jefferson está preso em Benfica

O ex-deputado federal Roberto

Publicado

em

O ex-deputado federal Roberto Jefferson está preso no Presídio José Frederico Marques, também conhecido como cadeia de Benfica, na zona norte do Rio de Janeiro. O ex-parlamentar, que estava em prisão domiciliar, teve que retornar ao sistema penitenciário por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

O ministro do STF Alexandre de Moraes decidiu que Jefferson deveria voltar à prisão preventiva pelo descumprimento de medidas cautelares impostas, como não postar nas redes sociais. Na última sexta-feira (21), em vídeo publicado na internet, Jefferson atacou a ministra Cármen Lúcia, referindo-se a ela com palavras de baixo calão.

Durante o cumprimento da decisão do STF ontem (23), na casa de Jefferson, em Levy Gasparian, no interior do estado, o ex-parlamentar reagiu à prisão, lançando uma granada e atirando contra a equipe da Polícia Federal (PF).

Dois policiais foram atingidos por estilhaços da granada lançada por Jefferson e tiveram ferimentos leves.

O mandado de prisão só foi concluído à noite, depois de uma intensa negociação entre a PF e o ex-deputado. Além do cumprimento do mandado do STF, a PF prendeu Roberto Jefferson em flagrante por tentativa de homicídio, segundo nota divulgada pela polícia.

Antes de ser encaminhado à cadeia de Benfica, Jefferson foi levado inicialmente à Superintendência da PF no Rio de Janeiro para a lavratura do auto de prisão em flagrante e outras formalidades referentes ao cumprimento do mandado de prisão.

“A Polícia Federal reafirma que agiu com toda a técnica e protocolos exigidos para a resolução de crises, culminando com a rendição do preso”, informa nota da PF.

Segundo a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária do Rio (Seap), Roberto Jefferson participará, ainda hoje, de uma audiência de custódia.

O ministro Alexandre de Moraes publicou, na noite de ontem, uma nota em seu perfil no Twitter em que se solidariza com os policiais feridos. “Parabéns pelo competente e profissional trabalho da Polícia Federal, orgulho de todos nós brasileiros e brasileiras. Inadmissível qualquer agressão contra os policiais. Me solidarizo com a agente Karina Oliveira e com o delegado Marcelo Vilella que foram, covardemente, feridos”.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, inicialmente publicou um texto no Twitter repudiando a postura de Jefferson, em relação a Cármen Lúcia e à sua ação armada contra os policiais, mas também criticando a existência do que ele chamou de “inquéritos sem nenhum respaldo na Constituição e sem a atuação do MP”.

Mais tarde, Bolsonaro publicou um vídeo em que chama o ex-deputado de bandido. “Como determinei ao ministro da Justiça, Anderson Torres, Roberto Jefferson acaba de ser preso. O tratamento dispensado a quem atira em policial é o de bandido. Presto minha solidariedade aos policiais feridos no episódio”.

O ministro da Justiça também publicou um vídeo nas redes sociais do ministério, em que classifica a reação de Jefferson à prisão como “um grave episódio”. “Esse episódio motivou nossa vinda até aqui, à Delegacia de Juiz de Fora da Polícia Federal para acompanhar os trabalhos e para ver o desdobramento desses fatos. Realmente fatos graves que nos chamam a atenção. Nesse momento, gostaria de me solidarizar com os policiais federais machucados nesse evento. Graças a Deus, todos estão bem”, disse.

O ministro, que chama Jefferson de “infrator”, também se solidarizou com a ministra Cármen Lúcia pelos ataques verbais que ela sofreu do ex-deputado.

Paula Laboissière

Policial

Conversão proibida causa morte de motociclista que foi arremessado para fora da pista

Foi registrado na manhã deste sábado

Publicado

em

Foi registrado na manhã deste sábado, 4, na altura do km 28 da Rodovia AC 10, Estrada de Porto Acre, um acidente que vitimou um motociclista identificado como Manoel Trajano Neto.

De acordo com a polícia, o acidente foi provocado por um motorista que conduzia um veículo modelo Uno Mille que teria feito uma conversão de retorno em local proibido forçando o condutor da moto, modelo Bross, a avançar para a contramão, afim de desviar do carro, porém o motociclista colidiu frontalmente contra uma caminhonete que também invadiu a pista contrária.

Com a violência do impacto, a vítima foi arremessada para fora da pista sofrendo múltiplas fraturas pelo corpo e morrendo no local.

Uma equipe do SAMU foi acionada, mas só pode constatar o óbito. Os condutores dos veículos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Porto Acre, que ficará responsável pelas investigações do acidente.

Por: Notícias da Hora

Continue lendo

Policial

No presídio de Sena Madureira, celular é apreendido dentro do frasco de medicamento

Policiais penais do presídio do Município

Publicado

em

Policiais penais do presídio do Município de Sena Madureira, encontraram um aparelho celular dentro de um frasco de medicamento que seria entregue a um reeducando que cumpre pena naquela unidade, a apreensão aconteceu neste final de semana.

De acordo com os policiais, o “medicamento” foi deixado na portaria, e o ‘mini’ aparelho celular foi descoberto ao passar pelo raio-x.

O medicamento foi deixando na portaria, os agentes policiais já estão investigando para saber quem seria o beneficiado com o aparelho.

Por AcreOnline

Continue lendo

Policial

Mais um homicídio no Bairro Ana Vieira em Sena Madureira

Mais um jovem foi morto a tiros

Publicado

em

Mais um jovem foi morto a tiros no Bairro Ana Vieira, no Município de Sena Madureira, de acordo com as informações colhidas pela nossa reportagem, o rapaz estava na rua Jorge Escócio, bairro Ana Vieira, quando dois homens em uma motocicleta chegaram e efetuaram vários disparos na vítima, que ficou caída no local até achegada do SAMU, que prestou os primeiros socorros mas a vítima foi a óbito antes mesmo de chegar ao pronto socorro da cidade.

A pôs cometerem o crime os acusados se evadiram do local, a Polícia militar e Civil estão tentando prender os mesmos.

De acordo com um policial que estava no local, disse a imprensa que o crime aparenta ser a certo de contas entre facções.

Por AcreOnline

Continue lendo

Trending