Conecte-se conosco

Outras

A mãe mais jovem do mundo teve um filho aos 5 anos e acabou vivendo uma vida trágica

Publicado

em

A mãe mais jovem do mundo na história teve um filho com apenas cinco anos e viveu uma vida extremamente trágica.

Lina Medina, uma jovem peruana, ainda era uma criança quando deu à luz um menino em 1939, e o caso angustiante ainda permanece um mistério sem solução até hoje.

As preocupações só começaram a surgir quando Lina, que morava em um vilarejo remoto dos Andes, começou a desenvolver um tumor incomum ao redor de sua barriga, com seus pais inicialmente temendo que ela tivesse um tumor abdominal.

Em abril de 1939, a mãe de Lina a levou ao hospital para consultar o Dr. Gérado Lozada em busca de ajuda, onde logo se descobriu que ela estava grávida de sete meses.

Milagrosamente, Lina deu à luz um filho saudável por cesariana poucas semanas depois, em 14 de maio, aos 5 anos, 7 meses e 21 dias.

O menino se chamava Gerado, em homenagem ao médico que cuidou do caso extremamente inusitado de Lina.

Mais tarde, os médicos descobriram que Lina tinha uma condição rara chamada puberdade precoce – um distúrbio que faz com que uma criança experimente a puberdade em uma idade anormalmente jovem.

Diz-se que Lina começou a menstruar anos antes do parto, com sua mãe dizendo que ela estava menstruada aos três anos de idade.

Devido à sua condição rara, Lina desenvolveu órgãos sexuais adultos quando criança, o que significava que ela era fisicamente capaz de conceber em uma idade tão jovem

A questão mais preocupante, porém, na época era quem molestou e engravidou a criança?

Inicialmente, as autoridades acreditaram que o trágico caso de Lina era resultado de incesto, transferindo as suas suspeitas para o pai dela, Tilburelo, que foi preso e acusado de agressão sexual.

No entanto, o homem foi posteriormente libertado por falta de provas. Até hoje, a identidade do pai do menino e do homem que agrediu Lina, de 5 anos, nunca foi revelada.

Avançando alguns anos, Lina se casou com um homem chamado Raul Jurado e teve um filho em 1972 – tornando-o 30 anos mais velho que seu meio-irmão nascido em 1939.

Gerado viveu até os 40 anos, mas faleceu tragicamente de doença óssea em 1979, poucos anos depois que seu irmão mais novo foi recebido na família Medina.

Vários relatos sugerem que Gerado não foi informado de que Lina era sua mãe até os 10 anos de idade, já que antes acreditava que ela era sua irmã.

Outros relatórios afirmam quão pouca ajuda Lina recebeu após a anomalia médica que chocou o mundo.

O marido Raul disse à imprensa: “Ela não recebeu ajuda, que eu saiba. Ela acha que os governos nunca cumprem.”

Falando quando Lina era agora uma mulher de 68 anos, Raul disse ao Telegraph India que ela estava vivendo numa “casa apertada num bairro pobre e dominado pelo crime” no Peru.

Não está claro se Lina ainda está viva hoje. Ela continua sendo a pessoa mais jovem a dar à luz.

por Lucas Rabello – mistérios do mundo

Publicidade