Conecte-se conosco

Política

Governo realiza dois novos transplantes de córneas neste sábado na Fundhacre

Publicado

em

Os pacientes Maria Rayssa Sabóia e Antonio Gomes de Aguiar, de 28 e 69 anos, deram neste sábado, 11, um grande passo rumo à realização do grande sonho de voltar a enxergar. Eles receberam novas córneas através do programa de transplantes do governo do Estado.

As cirurgias ocorreram com sucesso na Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre) e os pacientes devem receber alta ainda neste sábado, 11. Nos próximos dias, a expectativa é de que a visão volte gradativamente.

“Quando tocou o telefone [chamando para a cirurgia] eu chorei muito, porque faz muito tempo que eu estava esperando o transplante. Foi muita alegria. A expectativa é boa. Voltar a enxergar, voltar a ver o que eu não vejo mais. E, se Deus quiser, vai dar tudo certo. Acho que vai mudar tudo na minha vida”, relatou Maria Rayssa.

O senhor Antonio Gomes de Aguiar também contou sobre a grande expectativa para a retomada da visão. “Agora, graças a Deus, estou já esperando o resultado. [Estou] um pouco nervoso, mas confiar em Deus, né? Que tudo venha a dar certo e eu volte a enxergar normal. Isso é o que eu espero”, destacou o paciente.
A presidente da Fundhacre, Ana Beatriz Souza, ressaltou: “Cada paciente tem uma história única e ficamos muito felizes de acompanhar a evolução deles a partir da cirurgia. É uma virada de vida realmente e ouvir cada relato só nos dá mais força para seguir trabalhando pela saúde do nosso Estado”, frisou a presidente.

A coordenadora do Serviço de Transplantes da Fundhacre, Valéria Monteiro, também ponderou sobre a importância da doação de órgãos e tecidos. “Até os pacientes receberem o transplante, é um longo processo, pois a gente também depende, claro, de doadores. Por isso, é importante resssaltar que todas as pessoas que tem o desejo de se tornarem doadores informem suas famílias sobre o seu desejo ou preencham o formulário para Autorização Eletrônica de Doação de Órgãos, Tecidos e Partes do Corpo Humano (AEDO) que já está ativo no Brasil”, esclareceu Valéria Monteiro.

Atualmente, a Fudhacre realiza transplantes de córneas e fígado e aguarda a autorização do Ministério da Saúde para a retomada dos transplantes de rim. Em toda a sua história, o complexo hospitalar já contabiliza 96 transplantes renais (entre 2005 e 2019), 326 transplantes de córnea e 86 transplantes hepáticos, totalizando de 508 procedimentos.

Agnes Cavalcante – Agência de Notícias do Acre
Fotos Agnes Cavalcante/Fundhacre

Publicidade