Conecte-se conosco

Política

Alan Rick cobra medidas definitivas para crise aérea e convida ministro do Turismo para visita ao Acre

Publicado

em

Senador também voltou a propor soluções como a abertura do mercado a companhias estrangeiras e o uso do Fundo Nacional para subsidiar o Querosene de Aviação

Nesta terça-feira, 22, o senador Alan Rick (União Brasil) participou de audiência na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado Federal com o ministro do Turismo, Celso Sabino, e voltou a pontuar a necessidade de medidas definitivas para acabar com o “caos aéreo”, traduzido na escassez de voos e altos preços das passagens no Acre.

“Nós temos belezas naturais extraordinárias, nós temos um povo acolhedor, mas não temos a infraestrutura, a conectividade, o acesso a essas áreas com facilidade. É inaceitável o que estamos vivendo hoje no Brasil, em relação ao alto custo das passagens aéreas. Já comprei trechos Rio Branco/Brasília de R$ 6.000, R$ 7.000” – colocou o senador.

Rick reforçou propostas já apresentadas ao Ministro dos Portos e Aeroportos, em reunião com a Bancada Federal, como a utilização de recursos do Fundo Nacional da Aviação Civil para subsidiar o preço do Querosene de Aviação (QAV), a abertura do mercado para companhias internacionais para aumentar a concorrência e pressionar a queda dos preços e, ainda, fez o convite para que o ministro Celso Sabino visite o Acre.

Em resposta, o ministro explicou que o governo federal negocia um acordo com as companhias aéreas para que haja a redução dos preços das passagens. “Esse acordo que estamos fazendo com as companhias vai reduzir o preço médio das passagens e vai ampliar também o número de destinos e o aumento do fluxo da malha interna.” – disse.

Ainda segundo o ministro, a intenção do governo federal é encontrar uma forma para que o que o preço do Queronese de Aviação no Brasil (QAV) seja, pelo menos, parecido com o preço de paridade de exportação. “Nós temos uma média de venda, na prática, de 20, 30% mais cara do que no resto do mundo.” – afirmou Sabino.

“Vamos até o fim. Não iremos descansar enquanto não tivermos um serviço adequado, que respeite o povo acreano, que trate o acreano com a dignidade que merece.” – finalizou o senador Alan Rick.

Por Assessoria

Publicidade