Conecte-se conosco

Esporte

Duelo Catar x Equador abre Copa do Mundo histórica e polêmica

O fã de futebol teve de aguardar cinco

Publicado

em

O fã de futebol teve de aguardar cinco meses a mais que o normal, além dos tradicionais quatro anos, para, enfim, respirar novamente uma Copa do Mundo. A espera chega ao fim neste domingo (20), às 13h (horário de Brasília), com o duelo entre Equador e o anfitrião Catar, no Estádio Al Bayt, abrindo a 22ª edição da maior competição do esporte mais popular do planeta.

Desde 1930, o Mundial é realizado entre os meses de maio e julho, mas uma adaptação foi necessária para que a edição de 2022 se tornasse viável, devido às temperaturas médias acima dos 30º C registradas no período. Com isso, a Copa do Catar será a primeira disputada no fim do ano, com expectativa de um clima mais ameno – nos últimos dias, os termômetros ainda apontavam muito calor (mais de 30º C durante o dia e mínima de 25º C à noite).

A questão climática foi um dos pontos polêmicos da escolha do Catar como sede da Copa, há 12 anos. Em reunião do Comitê Executivo da Federação Internacional de Futebol (Fifa), o país do Oriente Médio venceu a disputa com os Estados Unidos, levando a denúncias de compra de votos pelos asiáticos – que negaram as acusações. Notícias sobre mortes durante a construção dos estádios (segundo o jornal inglês The Guardian, mais de 6,5 mil trabalhadores imigrantes perderam a vida) e o receio quanto à postura da nação com a população LGBTQI+ e com as mulheres também vieram à tona, causando protestos e tensão.

Em meio às polêmicas, o Catar chega à Copa como única cara nova entre os participantes. Os anfitriões terão a missão de não repetir o que fez a África do Sul em 2010, quando foi o primeiro país-sede a não passar da fase de grupos. Nos dois últimos Mundiais, porém, os times estreantes (Bósnia e Herzegovina em 2014, Panamá e Islândia em 2018) não foram ao mata-mata.

Outro fator que torna a Copa deste ano marcante é que será a última no atual formato, com 32 seleções divididas em oito grupos, com quatro times. A partir da próxima edição, em 2026 (EUA, México e Canadá), o torneio reunirá 48 equipes, separadas em 16 chaves de três. A mudança foi anunciada pela Fifa em 2017 e foi aprovada por unanimidade no conselho da entidade. Será a primeira vez que as seis confederações terão representação garantida no Mundial – até 2022, o vencedor das eliminatórias da Oceania disputava uma repescagem internacional.

O novo formato deve dificultar a ausência, no Mundial, de seleções tradicionais. A edição do Catar, por exemplo, não terá a tetracampeã Itália, a exemplo do que aconteceu há quatro anos, na Rússia. Atual campeã europeia, a Azzurra foi surpreendida em casa pela Macedônia do Norte, na repescagem. Equipes como Colômbia e Chile (outra que havia perdido a Copa de 2018) também estão fora em 2022. Os chilenos chegaram a acionar a Fifa e, posteriormente, a Corte Arbitral do Esporte, alegando que o jogador equatoriano Byron Castillo estaria inelegível nas eliminatórias sul-americanas por supostamente utilizar uma certidão de nascimento falsa (ele seria colombiano), sem sucesso.

O palco do primeiro jogo da Copa é, também, um dos sete estádios construídos (entre os oito disponíveis) para o evento, sendo um dos únicos quatro fora da capital Doha, estando em Al Khor. Nenhum dos convocados da seleção da casa, porém, defende o clube da cidade, de mesmo nome, rebaixado à segunda divisão na última temporada. Entre os 26 jogadores convocados pelo técnico espanhol Félix Sánchez, metade atua no Al Sadd, atual bicampeão do Catar. Caso do atacante Hassan Al-Haydos, mais experiente do grupo, com 169 jogos vestindo a camisa catari.

No Equador, que chega à quinta participação em Mundiais, a meta é pelo menos repetir 2006, na Alemanha, quando a equipe passou de fase pela primeira (e única) vez e chegou às oitavas de final. A seleção dirigida por Gustavo Alfaro fez a quarta melhor campanha das eliminatórias sul-americanas, atrás somente de Brasil, Argentina e Uruguai. O atacante Enner Valencia, principal artilheiro da história de La Tri, com 35 gols, é a maior esperança ofensiva da equipe, que tem o zagueiro Robert Arboleda, do São Paulo, recuperado de uma lesão grave de tornozelo, entre os convocados.

Catar e Equador abrem o Grupo A da Copa do Mundo. Holanda e Senegal, que se enfrentam na segunda-feira (21), às 13h, no Estádio Al Thumama, em Doha, completam a chave. Os dois primeiros se classificam às oitavas de final, onde terão pela frente líder e vice líder do Grupo B (Inglaterra, Irã, País de Gales e EUA).

Cláudia Soares Rodrigues

Esporte

Amistosos preparatórios movimentam o futebol acreano nesta sexta

O futebol acreano terá uma sexta

Publicado

em

O futebol acreano terá uma sexta, 3, bastante movimentada com dois amistosos preparatórios visando a disputa do Campeonato Estadual.

Rio Branco x Atlético

Rio Branco e Atlético se enfrentam, a partir das 15h30, no Florestão. As duas equipes irão disputar a Copa Verde e o Campeonato Acreano.

As duas equipes entraram em campo e ganharam os primeiros amistosos. O Rio Branco venceu o São Francisco por 2 a 0 e o Atlético bateu o Andirá/Santa Cruz por 3 a 1.

Andirá x Santa Cruz

Andirá e Santa Cruz fazem o confronto, a partir das 15 horas, no campo B. O Morcego se prepara para o Estadual e o Santa Cruz vai jogar a Copa do Brasil Sub 17.

São Francisco não disputou

Por causa da chuva na capital acreana nesta quinta, 2, o amistoso entre São Francisco e Andirá não foi disputado no Carlos Simão Antônio. O cancelamento do jogo prejudicou o planejamento da comissão técnica do time católico.

Fonte-PHD

 

Continue lendo

Esporte

Adson supera desconfiança e se firma como titular do Corinthians

O torcedor corintiano depositava

Publicado

em

O torcedor corintiano depositava as fichas em Renato Augusto, Yuri Alberto e Róger Guedes para quebrar o tabu de seis anos sem vencer o São Paulo, no Morumbi. No entanto, foi Adson Ferreira Soares, ou apenas Adson, o destaque do Majestoso que aconteceu no último domingo (29), pela quarta rodada do Campeonato Paulista.

Em noite inspirada, o jogador, natural de Araguapaz (GO), foi quem marcou os dois gols na vitória do Corinthians, por 2 a 1. A 77ª partida como profissional vai ficar marcada na memória do meia-atacante de apenas 22 anos.

“Foi um jogo especial, um clássico, eu nunca tinha feito dois gols. Um clássico sempre tem um gostinho diferente, a gente sabia do tabu que tinha aqui, então fico muito feliz. (…) Tenho que agradecer ao Fernando (Fernando Lázaro, treinador) a confiança que ele tem me passado e a Deus também por esse momento”, disse Adson depois do clássico.

Mais uma “Cria do Terrão”, o meia-atacante foi promovido ao elenco principal em 2021 e desde então conviveu com a desconfiança vinda das arquibancadas. Aos poucos, porém, Adson foi conquistando seu espaço em um elenco formado por grandes nomes.

“Trabalhando em silêncio, obrigado por tudo meu senhor”, escreveu Adson na legenda da foto, publicada no seu Instagram, comemorando um dos gols sobre o São Paulo no último domingo (29).

E é assim, em silêncio, que Adson vem escrevendo seu nome na história do Corinthians. Nos 77 jogos que fez desde que foi promovido ao profissional, o meia-atacante marcou seis gols e contribuiu com cinco assistências.

A qualidade técnica aliada à aplicação tática parece ter conquistado Fernando Lázaro, que já considera Adson uma peça fundamental em seu esquema. Não é à toa que a única derrota do Corinthians no Campeonato Paulista — 1 a 0 para o RB Bragantino, na estreia — foi sem a sua presença.

O Timão, de Adson e cia., volta a campo apenas no domingo (5), contra o Botafogo, na Neo Química Arena, pela sexta rodada do Paulistão.

r7

Continue lendo

Esporte

NO ACRE, Álvaro Miguéis sem pressa para definir os titulares do Humaitá

O elenco do Humaitá iniciou na tarde da última

Publicado

em

O elenco do Humaitá iniciou na tarde da última segunda, 30, no campo da UFAC, mais uma semana de treinamentos visando as competições da temporada de 2023. O técnico Álvaro Miguéis vai realizar trabalhos táticos, mas não pretende definir os titulares.

“Ainda temos três semanas de trabalhos até a estreia na Copa Verde e vou definir somente próximo do jogo. Precisamos seguir com intensidade nos treinamentos para podermos chegar no melhor nível”, afirmou Álvaro Miguéis.

Boas opções

Álvaro Miguéis destacou a qualidade do elenco formado pela diretoria do Tourão e as opções para formar um excelente time.

“Temos muita qualidade. Vai ser possível montar um time forte e ter alternativas para mudar as partidas”, avaliou o treinador.

Trabalho tático

O elenco do Humaitá faz na tarde desta terça, 31, na Arena da Baixada, mais um treinamento tático. A estreia do Tourão na Copa Verde será no dia 18 de fevereirocontra o Trem, do Amapá.

PHD

Continue lendo

Trending