Conecte-se conosco

Policial

MPAC solicita informações sobre gastos com shows no Festival do Abacaxi

O Ministério Público do Estado do Acre

Publicado

em

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), por intermédio do promotor de Justiça Júlio César Medeiros, instaurou um procedimento administrativo solicitando à prefeitura de Tarauacá informações sobre os custos do show do cantor Amado Batista e demais atrações anunciadas para Festival do Abacaxi 2022.

Conforme apurado no Diário Oficial do Estado, o show de Amado Batista custará de R$ 260.000,00 (duzentos e sessenta mil reais) para uma apresentação de 80 minutos.

Além das informações sobre o custeio do show, programado para ser uma das principais atrações do festival, o MPAC entende ser necessário a disponibilização de informações acerca do valor a ser gasto em cada uma das apresentações artísticas, as fontes de custeio, a forma de contração e a relação dos artistas locais contratados.

O documento leva em conta a situação de vulnerabilidade do município que enfrenta deficiências em áreas como infraestrutura, saúde pública, educação e saneamento básico. Assim, o órgão vai apurar se, de fato, há interesse público nas contratações referenciadas, se foram observados os princípios e regras previstos na lei de licitações e contratos, e se a realidade financeira e orçamentária do Município comporta essas despesas.

O promotor solicita ainda que seja encaminhada ao MPAC a cópia dos respectivos processos licitatórios e contratos, esclarecendo quando foram incluídos no Portal da Transparência do Município e que sejam esclarecidas as ações concretas de promoção da cultura local e informações sobre eventual parceria com o Governo do Estado para custeio do evento.

No documento é advertido que a omissão na resposta por parte da prefeitura poderá implicar em medidas judiciais.

Leia aqui a portaria.

Hudson Menezes – Agência de Notícias do MPAC

Policial

Líder de facção criminosa é preso pela Polícia Civil em Rio Branco

Na manhã da última quinta-feira

Publicado

em

Na manhã da última quinta-feira, 02, a Polícia Civil do Acre (PCAC), por meio da Delegacia de Combate a Roubos e Extorsões – DCORE, prendeu um homem de 25 anos, no bairro tropical. O preso possuía dois mandados de prisão pelos crimes de tráfico de entorpecentes e era investigado pela participação em inúmeros roubos ocorridos na capital.

De acordo com a investigação, o faccionado seria responsável por fazer a negociação dos veículos a serem subtraídos em Rio Branco e destiná-los à Bolívia, onde são revendidos.

Ainda segundo a Polícia Civil o preso exerce papel de grande liderança em organização criminosa, cuja atividade envolve a prática de roubos e tráfico de entorpecentes como meio de financiamento. Fora de circulação, o nacional que se encontrava foragido há mais de dois anos foi colocado à disposição da justiça.

Assessoria/ PCAC

Continue lendo

Policial

Em Xapuri Polícia Civil prende pessoas envolvidas com tráficos de drogas

No final da tarde da última quinta-feira

Publicado

em

No final da tarde da última quinta-feira, 02, a Polícia Civil do Acre (PCAC), por meio da Delegacia de Xapuri prendeu em flagrante um homem, de 18 anos de idade, investigado pelo crime de tráfico de drogas.

Em diligência, os investigadores foram até a residência de um suspeito no bairro Laranjal, em Xapuri, para cumprir um mandado de busca e apreensão. Na investida policial, os agentes encontraram porções de cocaína e dinheiro, oriundo da venda de drogas, resultando na prisão em flagrante do investigado.

Em sede policial foi constatado que o preso já responde pelos crimes de corrupção de menores, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e participação em organização criminosa.

Na última terça-feira, 31, a Polícia Civil também apreendeu um adolescente em posse de tabletes de maconha do tipo Skank. O adolescente já era alvo de investigações por vender drogas dentro da escola em que estudava.

Assessoria/ PCAC

Continue lendo

Policial

Polícia Civil cumpre 15 mandados judiciais contra membros de fação no Acre

Na manhã desta quinta-feira, 02, a Polícia Civil

Publicado

em

Na manhã desta quinta-feira, 02, a Polícia Civil do Acre (PCAC) integrou a Força-tarefa de Segurança Pública no Acre (FTSP-AC), na qual foi deflagrada a operação Juruá II, resultando no cumprimento de 15 mandados judiciais.
A investida policial prendeu 10 pessoas e deu cumprimento a cinco mandados de busca e apreensão. As ordens judiciais foram expedidas pela Vara de Delitos de Organizações Criminosas de Rio Branco. O nome da operação faz referência ao Vale do Juruá – região em que se encontra situada a cidade de Cruzeiro do Sul/AC – onde fora deflagrada a presente operação.
A investigação conduzida pela Força-tarefa de Segurança Pública, composta pela Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Penal, contou com a participação de 31 policiais no cumprimento dos mandados.
As investigações iniciaram-se em setembro de 2021, quando da deflagração da Operação Juruá I, por meio da qual logrou-se êxito em prender integrantes da organização criminosa, coletando elementos de informação quanto à participação de outras pessoas, as quais são objetos da presente investigação.
Os envolvidos responderão pelos crimes de integrar organização criminosa, cujas penas podem chegar até 13 anos de prisão.
Assessoria/ PCAC

Continue lendo

Trending