Conecte-se conosco

Policial

MPAC e Polícia Federal cumprem mandado de prisão contra empresário

Na última quinta-feira, 22, o Ministério Público

Publicado

em

Na última quinta-feira, 22, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), por intermédio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), e a Polícia Federal prenderam preventivamente um empresário do ramo de publicidade, em Rio Branco. O pedido de prisão preventiva feito pelo Gaeco e deferido pela Vara Única da Comarca de Xapuri teve como motivação o descumprimento de medida cautelar imposta no âmbito da Operação Cartas Marcadas.

A Operação foi deflagrada em junho de 2017 e revelou fraudes em licitações públicas envolvendo contratos de serviços gráficos. A investigação, que teve início em 2015, mostrou que um grupo de empresas com sócios da mesma família forjava concorrência durante os processos de licitação.

O empresário foi preso, ganhou liberdade, mas desde então estava proibido de contratar com o poder público.

No último dia 08 de setembro, a Operação Busdoor, deflagrada pela Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União (CGU), revelou que o empresário utilizava empresas fantasmas para vencer licitações de serviços de impressão e divulgação de painel de outdoor e busdoor.

“Com base nas informações compartilhadas pela Polícia Federal evidenciou-se que o empresário reiterou a conduta criminosa e passou a contratar com o poder público utilizando empresas fantasmas”, disse o coordenador do Gaeco, promotor de Justiça Bernardo Albano.

Segundo a investigação, foram encontrados ainda indícios de sobrepreço e fraude na execução dos serviços de divulgação de busdoor e outdoor, com a adulteração de imagens publicitárias para comprovar a veiculação de campanhas que não existiram.

Agência de Notícias do MPAC

Policial

Líder de facção criminosa é preso pela Polícia Civil em Rio Branco

Na manhã da última quinta-feira

Publicado

em

Na manhã da última quinta-feira, 02, a Polícia Civil do Acre (PCAC), por meio da Delegacia de Combate a Roubos e Extorsões – DCORE, prendeu um homem de 25 anos, no bairro tropical. O preso possuía dois mandados de prisão pelos crimes de tráfico de entorpecentes e era investigado pela participação em inúmeros roubos ocorridos na capital.

De acordo com a investigação, o faccionado seria responsável por fazer a negociação dos veículos a serem subtraídos em Rio Branco e destiná-los à Bolívia, onde são revendidos.

Ainda segundo a Polícia Civil o preso exerce papel de grande liderança em organização criminosa, cuja atividade envolve a prática de roubos e tráfico de entorpecentes como meio de financiamento. Fora de circulação, o nacional que se encontrava foragido há mais de dois anos foi colocado à disposição da justiça.

Assessoria/ PCAC

Continue lendo

Policial

Em Xapuri Polícia Civil prende pessoas envolvidas com tráficos de drogas

No final da tarde da última quinta-feira

Publicado

em

No final da tarde da última quinta-feira, 02, a Polícia Civil do Acre (PCAC), por meio da Delegacia de Xapuri prendeu em flagrante um homem, de 18 anos de idade, investigado pelo crime de tráfico de drogas.

Em diligência, os investigadores foram até a residência de um suspeito no bairro Laranjal, em Xapuri, para cumprir um mandado de busca e apreensão. Na investida policial, os agentes encontraram porções de cocaína e dinheiro, oriundo da venda de drogas, resultando na prisão em flagrante do investigado.

Em sede policial foi constatado que o preso já responde pelos crimes de corrupção de menores, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e participação em organização criminosa.

Na última terça-feira, 31, a Polícia Civil também apreendeu um adolescente em posse de tabletes de maconha do tipo Skank. O adolescente já era alvo de investigações por vender drogas dentro da escola em que estudava.

Assessoria/ PCAC

Continue lendo

Policial

Polícia Civil cumpre 15 mandados judiciais contra membros de fação no Acre

Na manhã desta quinta-feira, 02, a Polícia Civil

Publicado

em

Na manhã desta quinta-feira, 02, a Polícia Civil do Acre (PCAC) integrou a Força-tarefa de Segurança Pública no Acre (FTSP-AC), na qual foi deflagrada a operação Juruá II, resultando no cumprimento de 15 mandados judiciais.
A investida policial prendeu 10 pessoas e deu cumprimento a cinco mandados de busca e apreensão. As ordens judiciais foram expedidas pela Vara de Delitos de Organizações Criminosas de Rio Branco. O nome da operação faz referência ao Vale do Juruá – região em que se encontra situada a cidade de Cruzeiro do Sul/AC – onde fora deflagrada a presente operação.
A investigação conduzida pela Força-tarefa de Segurança Pública, composta pela Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Penal, contou com a participação de 31 policiais no cumprimento dos mandados.
As investigações iniciaram-se em setembro de 2021, quando da deflagração da Operação Juruá I, por meio da qual logrou-se êxito em prender integrantes da organização criminosa, coletando elementos de informação quanto à participação de outras pessoas, as quais são objetos da presente investigação.
Os envolvidos responderão pelos crimes de integrar organização criminosa, cujas penas podem chegar até 13 anos de prisão.
Assessoria/ PCAC

Continue lendo

Trending