Conecte-se conosco

Policial

Iniciativas do MPAC são premiadas pelo Conselho Nacional de Justiça

O Observatório de Violência

Publicado

em

O Observatório de Violência de Gênero e o Centro de Atendimento a Vítima (CAV) do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) ficaram em primeiro e segundo lugar no prêmio Juíza Viviane Vieira do Amaral, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). As iniciativas concorriam na categoria “Atores do Sistema de Justiça”.

A entrega da premiação aconteceu nesta terça-feira, 30, em Brasília. O prêmio, que teve mais 160 práticas inscritas, tem a finalidade de conferir visibilidade e notoriedade a iniciativas de prevenção e combate à violência, maus-tratos e crimes contra mulheres, sendo o nome uma homenagem a magistrada Viviane Vieira do Amaral, vítima de feminicídio em 2020.

O primeiro lugar foi concedido ao Observatório de Violência de Gênero, uma sala de estudos, com metodologia própria, à luz do manual de atuação das promotoras e promotores de Justiça em casos de feminicídios. O produto inicial do observatório foi a publicação “Feminicídios no Acre: uma realidade a ser enfrentada”, que apresenta dados e informações sobre feminicídios ocorridos no estado no período de 2018-2020.

Já a segunda colocação ficou com o Centro de Atendimento à Vítima (CAV), órgão auxiliar do MPAC, responsável pelo atendimento humanizado a vítimas de violência sexual, LGBTfobia e violência doméstica e familiar contra a mulher.

Patrícia Rêgo esteve na solenidade do CNJ para receber as premiações e salientou que a dupla honraria representa o reconhecimento aos esforços para combater à violência de gênero no Acre, que é o estado menos seguro para mulheres viverem.

“Milhares de mulheres anônimas sofrem violência diuturnamente e morrem pela sua condição de gênero. A honraria é o reconhecimento pela busca de soluções inovadoras para essa chaga brasileira. Um feito inédito! Para nós que atuamos no enfrentamento à violência de gênero, a noite de hoje representa um alento que nos impulsiona no caminho que escolhemos seguir, com a esperança de que encontraremos em breve uma saída para que as mulheres e meninas acreanas possam ter uma vida livre de violência numa sociedade menos discriminatória”, disse.

O evento contou também com a presença do corregedor nacional do MP, Oswaldo D’Albuquerque, do procurador de Justiça Sammy Barbosa e do coordenador do Movimento Nacional em Defesa da Vítima, iniciativa do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Marcelo Weitzel.

O procurador-geral de Justiça Danilo Lovisaro do Nascimento falou sobre o importante significado da premiação, parabenizando o empenho dos integrantes do MPAC que atuam na defesa das vítimas.

“Parabenizo a Dra. Patrícia de Amorim Rêgo pelas premiações concedidas pelo CNJ, na data de ontem. Os prêmios são fruto da dedicação da coordenadora e da sua valorosa equipe, um grupo de servidores dedicados a causa das vítimas. Essa equipe é motivo de orgulho para o MP brasileiro, já tendo recebido tantas premiações e ainda no mês de setembro receberá mais um prêmio nacional concedido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública”, disse.

O CAV foi inaugurado em 2016, na gestão do então procurador-geral de Justiça, Oswaldo D’Albuquerque.

“É digno de nota também a visão inovadora do nosso corregedor nacional, Dr. Oswaldo d’Albuquerque Lima Neto, que no ano de 2016, enquanto PGJ, criou e implantou o CAV, este órgão auxiliar que está inserido na nossa Lei Orgânica Estadual e que presta tanto serviços relevantes à sociedade acreana e é modelo para o MP brasileiro. Agradeço ainda ao Dr. Sammy Barbosa e ao assessor especial da presidência do CNMP, Dr. Marcelo Weitzel, que prestigiaram o evento”, finalizou.

Hudson Menezes – Agência de Notícias do MPAC

Policial

Mais uma motocicleta furtada na zona rural de Sena Madureira é apreendida pala PM

A Polícia Militar, por meio do 8º BPM,

Publicado

em

A Polícia Militar, por meio do 8º BPM, recuperou na noite de hoje, 26 de novembro de 2022, uma motocicleta que havia sido furtada na noite do dia anterior no ramal do 17, no Cacirian.

As guarnições de serviço, por meio de levantamento de informações tomaram conhecimento de que a motocicleta estava escondida no beco da Pastoral, bairro Pista.

De imediato foram realizadas buscas no local indicado e as informações foram confirmadas. Assim, diante da comprovação de que se tratava de produto de furto, a motocicleta foi recuperada e entregue à Delegacia de Polícia Civil para as providências que a autoridade policial julgar cabíveis.

Assessoria do 8º BPM.

Continue lendo

Policial

PM e Polícia Civil em operação em Sena Madureira apreende arma de fogo

Em operação integrada com a Polícia Civi

Publicado

em

PM e Polícia Civil em operação integrada cumpre mandado de prisão e apreende arma de fogo em Sena Madureira
A Polícia Militar, por meio do 8° BPM, em operação integrada com a Polícia Civil de Sena Madureira logrou êxito no cumprimento do mandado de prisão em desfavor de um nacional.
Na ocasião, o local de cumprimento do mandado de prisão foi ao longo do Bairro Pista, Beco do Adriano em Sena Madureira.

É importante destacar que o autor estava em posse de uma arma de fogo e 05 (cinco) munições, sendo este também suspeito dos delitos de tentativa de homicídio e homicídio ocorridos recentemente em Sena Madureira.
Ante ao exposto, o autor e o objeto foram entregues na delegacia de Polícia Civil para os procedimentos cabíveis.

Assessoria do 8° BPM.

Continue lendo

Policial

Homem acusado de ter planejado morte de “Tanaca” tem casa invadida e é morto a tiros

Elismar de Souza Cunha, de 33 anos, vulgo “Mazinho”,

Publicado

em

Elismar de Souza Cunha, de 33 anos, vulgo “Mazinho”, foi morto com seis tiros, no final da tarde deste sábado (26), na Travessa da Amizade, no Ramal do Pica-pau, na região do Amapá, na zona rural de Rio Branco.

Segundo informações da polícia, “Mazinho” era um velho conhecido das forças de segurança e era acusado de ter planejado a morte de William Borges Soares, de 29 anos, vulgo “Tanaca”, na tarde desta quarta-feira (23). A casa onde “Tanaca” foi morto pertencia a “Mazinho”, e é localizada na Rua 27 de Julho, no bairro Plácido de Castro, na região da Baixada da Sobral. Na mesma noite a casa foi incendiada por comparsas de “Tanaca”, que não aceitaram a trairagem de Elismar que possivelmente teria planejado a morte da vítima.

“Mazinho” estava em uma casa cedida na Travessa da Amizade há cerca de dois dias e estava realizando a limpeza do local. Enquanto arrumava o local, Elismar resolveu ir na casa do seu vizinho para descansar e assistir o jogo de futebol da Copa.

Ainda segundo a polícia, dois homens ainda não identificado chegaram no local em um carro modelo HB20 de cor prata e deixaram o veículo no meio da travessa. Se passando por policiais, os bandidos renderam todos os moradores, momento em que “Mazinho” percebeu que se tratava de seus antigos aliados e correu para dentro da residência, mas ao tentar se abrigar em um dos quartos, acabou morto por seis tiros que pegaram na cabeça, costas e abdômen. Após a ação, os assassinos saíram correndo, entraram no carro e fugiram do local.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e enviou duas ambulâncias sendo uma delas a de suporte avançada (02), que esteve no local e atestou a morte de “Mazinho”.

A PM também isolou a casa onde “Mazinho” foi morto para os trabalhos da perícia. O corpo do homem foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), para a realização dos exames cadavéricos.

Ainda segundo a polícia, a motivação do crime seria a guerra entre facções criminosas. O caso vai ser investigado por agentes de Polícia Civil da Equipe de Pronto Emprego (EPE), da Delegacia Especializada de Investigação Criminal (DEIC).

Ecos da Notícia

Continue lendo

Trending