Conecte-se conosco

Outras

Com mais de 15,4 mil casos, Acre tem oito cidades em alerta com aumento de notificações de diarreia

Oito cidades do Acre estão em alerta

Publicado

em

Oito cidades do Acre estão em alerta com aumento de casos de diarreia. Dados do Departamento de Vigilância em Saúde do Acre mostram que, até a semana epidemiológica (SE) 27, último dia 9, o estado já havia notificado 15,4 mil casos de diarreia.

LEIA TAMBÉM:
Acre notificou mais de 13,3 mil casos de diarreia em quase seis meses, aponta Saúde
Na semana epidemiológica 26, do dia 26 de junho e 2 de julho, foram notificados 679 casos de doenças diarreicas agudas. Já na semana seguinte, entre os dias 3 a 9 de julho, foram 731 notificações.

Os municípios que receberam o sinal de alerta da Secretaria de Saúde Estadual (Sesacre) estão acima dos limite superior, de acordo com a série histórica dos últimos dez anos.

São eles:

Assis Brasil

Brasileia

Acrelândia

Cruzeiro do Sul

Mâncio Lima

Rodrigues Alves

Sena Madureira

Tarauacá

No dia 13 de junho, a Sesacre ativou a Sala de Situação das Doenças Diarreicas Agudas e Síndromes Respiratórias Agudas Graves. O intuito é monitorar e enviar informações sobre os casos para as equipe de saúde e também para população.

Ainda conforme o levantamento, os casos de diarreia aumentaram em 32,6% entre a semana epidemiológica 27 do ano passado e o mesmo período deste ano. Até o dia 9 de julho de 2021, as notificações eram 10.420 e esse ano subiram para 15.454.

“Além dos alertas para municípios que estão com notificações acima do limite superior, também alertamos os municípios que estão com baixa notificação, como é o caso de Bujari (2 notificações) e Porto Acre (1 notificação) na SE 27. O alerta é para verificar se o número condiz com a realidade dos municípios ou se estamos tendo subnotificação”, explicou a responsável pelo Núcleo de Doenças de Veiculação Hídrica, Débora dos Santos.

Sintomas das doenças diarreicas agudas

Cólicas abdominais

Dor abdominal

Febre

Sangue ou muco nas fezes

Náuses

Vômitos

Casos em 2021

Em 2021, o Acre ficou em estado de alerta por casusa de um surto de diarreia em 11 município. Os casos começaram a aumentar a partir de 25 de julho, na semana epidemiológica 30 e o estado entrou em surto a partir da semana 32.

Com a situação crítica, a Sesacre chegou a montar, na época, uma sala de situação para monitorar os casos. Uma equipe da Saúde foi até a regional do Juruá avaliar o aumento expressivo de casos, principalmente nos municípios de Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Rodrigues Alves.

Além disso, a Saúde também investigou duas mortes supostamente causadas pela diarreia. Os casos foram registrados em duas crianças nas cidades de Feijó e Tarauacá, no interior.

Por Aline Nascimento, g1

Outras

Duas mortes hoje pela Covid-19 (quinta-feira)

A Secretaria de Saúde do Acre

Publicado

em

A Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) confirmou mais duas mortes por Covid-19 nesta quinta-feira (18). Sem novos casos, o número de infectados se manteve em 147.922 e o total de mortos subiu para 2027 em todo o estado.

Há 41 exames de RT-PCR aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) e 13 pacientes internados com a doença.

Mortes
Uma das vítimas é um morador de Rio Branco, de 76 anos, que deu entrada em uma unidade de saúde da capital no dia 8 de agosto e morreu no último dia 9.

A outra é uma idosa de 79 anos, moradora de Rio Branco, deu entrada em uma unidade de saúde da capital no dia 6 de agosto e faleceu no último dia 13.

G1

Continue lendo

Outras

Piracema de mandim devera passar no município de Sena Madureira em Setembro

As piracemas de mandim ainda

Publicado

em

As piracemas de mandim ainda não surgiram nos rios de Sena Madureira em 2022, diferente do que ocorria em anos anteriores, principalmente na década de 90. Os pescadores estão constantemente nos rios, principalmente no Purus, entretanto, a fartura com relação a essa espécie ainda não foi encontrada.

No mercado local, situado próximo à feira livre dos colonos, o consumidor pode encontrar o mandim, porém, esse produto está sendo trazido de outras cidades Acreanas e até mesmo de fora do Estado. Atualmente, o município de Boca do Acre (Amazonas) vem abastecendo o mercado de Sena.

Bastante experiente nessa atividade, o pescador Eduardo Martins considera que os tempos mudaram já que desde o ano passado não há piracemas de mandi na região. “Me recordo que teve ano que tinha tanto mandi aqui no mercado que a gente doava para a população para não estragar. Hoje, estamos trazendo o produto de outros locais porque não há piracemas. Outras espécies também estão em falta na nossa região”, comentou.

Por conta da importação, o preço do mandi é considerado ‘salgado’ em Sena Madureira e varia de 23 reais a 25 reais.

Continet e Acreaonline.net

Continue lendo

Outras

Preço da gasolina volta a baixar nos postos de Sena Madureira

A diminuição no preço da gasolina

Publicado

em

A diminuição no preço da gasolina, anunciada nesta semana pela Petrobras, começa a ser aplicada nos postos de combustíveis de Sena Madureira. No posto Avenida, por exemplo, o litro baixou para 6,19 reais. Antes estava custando 6,39 reais. Portanto, houve uma redução de 20 centavos.

Cabe frisar que esse decréscimo no preço da gasolina em Sena é variado, cabendo ao consumidor pesquisar para encontrar o menor valor.

A notícia é bastante animadora para os proprietários de veículos já que em datas anteriores o litro da gasolina em Sena Madureira chegou a custar 8,24 reais.

Continue lendo

Trending