Conecte-se conosco

Policial

Câmara Criminal nega absolvição a grupo condenado por latrocínio

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Acre decidiu, à unanimidade, não dar provimento

Publicado

em

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Acre decidiu, à unanimidade, não dar provimento ao pedido de absolvição apresentado por um grupo condenado por latrocínio. O indeferimento da Apelação foi publicado na edição n° 6.831 do Diário da Justiça Eletrônico (pág. 8), da última sexta-feira, dia 14.

Desta forma, os quatros réus devem cumprir a pena imposta na sentença: 46 anos, cinco meses e 15 dias de reclusão, mais pagamento de 120 dias-multa; o segundo deve cumprir 55 anos de reclusão e pagar 180 dias-multa; o terceiro, 60 anos e oito meses, mais 120 dias-multa; e o último, 60 anos e oito meses de reclusão, 160 dias-multa. Todos puderam recorrer em liberdade, mas agora devem iniciar o cumprimento da sanção em regime inicial fechado.

Os réus foram presos em flagrante em maio de 2019. Eles estavam fardados de policiais e arrombaram cinco casas na Estrada Transacreana, zona rural de Rio Branco. Para efetuar os assaltos, utilizaram-se de armas de fogo, agrediram e amarraram as vítimas, por fim, uma foi alvejada quando tentou fugir com o objetivo de buscar socorro.

O desembargador Élcio Mendes disse ser inadmissível a tese de absolvição, pois a materialidade e autoria dos delitos estão comprovadas nos depoimentos das vítimas e testemunhas.

Também foi negado o pedido de diminuição da pena. A defesa apontou que não foi feito Exame de Corpo de Delito em todas vítimas, logo não é possível constatar a violência sofrida. Portanto, deveria ser excluída a majorante, desclassificando o crime patrimonial para a sua modalidade simples.

Em seu voto, o relator esclareceu que o laudo pericial é prescindível para comprovação de qualificadora prevista no artigo 157, § 2º-A, inciso I (violência exercida com emprego de arma de fogo), do Código Penal.

Continue lendo

Policial

Corpo de jovem que se afogou no Rio Acre é resgatado por bombeiros em Brasiléia

Militares do 5° Batalhão do Corpo de Bombeiros

Publicado

em

Militares do 5° Batalhão do Corpo de Bombeiros resgataram o corpo de um jovem de 18 anos que morreu vítima de afogamento no último domingo no município de Brasileia, interior do Acre. O rapaz morava na zona rural da Estrada do Pacífico e estava na cidade na companhia de colegas.

Há relatos de que o grupo ingeria bebida alcoólica pouco antes do incidente. Segundo os militares, os colegas decidiram tomar banho de rio num local onde há um grande barranco chamado de ‘salão’.

“Da curva, desceram para irem à praia do outro lado. Durante esse percurso, a vítima teria escorregado e caído dentro do rio”, disse a corporação. Os colegas relataram que teriam tentado salvar o jovem, mas ele teria submergido rapidamente e não retornou mais.

O Corpo de Bombeiros realizou a busca e localizaram o corpo do jovem já sem vida preso no fundo do rio. O corpo resgatado foi entregue à equipe da Polícia Civil para ser encaminhado ao IML, na capital.

Por Thais Farias

Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende condenado por morte de namorada de 14 anos

A Polícia Civil prendeu no município

Publicado

em

A Polícia Civil prendeu no município de Senador Guiomard A.C.O., de 40 anos de idade, condenado pelos crimes de feminicídio, furto e tráfico de drogas. De acordo com a Polícia, no ano de 2005, A.C.O. matou sua ex-namorada e tentou contra a vida do companheiro dela.

Além dessas condenações, contra o preso correm investigações na Polícia Civil do Acre pelos crimes de estupro e tráfico de drogas no município de Capixaba.

A prisão do condenado foi realizada no ramal da Capatara, em Senador Guiomard, por uma uma equipe da Polícia Civil de Capixaba, com apoio de policiais civis lotados na da delegacia do Tucumã em Rio Branco.

Ascom

Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende autor de tentativa de homicídio na zona rural de Sena Madureira

A Polícia Civil deu cumprimento a um mandado de prisão

Publicado

em

A Polícia Civil deu cumprimento a um mandado de prisão, expedido pela 1ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco, em desfavor de A.B.S., de 45 anos.
O homem, que foi preso no Seringal Recife, zona rural de Sena Madureira, é acusado de tentativa de homicídio, crime ocorrido em 2011.

Após saberem da localização do acusado, agentes da Polícia Civil de Sena Madureira com apoio de policiais penais empreenderam diligência no sentido de prender o criminoso e entregá-lo à Justiça.
A equipe montou o cerco contra o acusado na localidade Seringal Recife, no Alto Rio Yaco na estrada Transacreana, logrando êxito na captura.

O preso foi conduzido à delegacia de Sena Madureira para os procedimentos de praxe, e em seguida levado ao presídio, onde aguardará decisão do Poder Judiciário.

Ascom

Continue lendo

Trending