Presidente do TJAC prestigia homenagem à Força Aérea Brasileira pelos serviços prestados ao Acre

A reativação fez com que a Força Aérea esteja presente nos estados do Amazonas, Rondônia, Roraima e Acre

A reativação fez com que a Força Aérea esteja presente nos estados do Amazonas, Rondônia, Roraima e Acre, contribuindo de forma decisiva para a integração e o desenvolvimento da região

A presidente do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), desembargadora Waldirene Cordeiro, foi uma das autoridades presentes, nesta sexta-feira, 9, durante homenagem, do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Acre (Sebrae), ao Comando Aéreo Amazônico (Comar) reativado pela Força Aérea Brasileira.

Desde o início de 2021, o Comar tem sido ponto de pousos e decolagens para o cumprimento das missões da Operação COVID-19 – como o transporte de cilindros e oxigênio líquido para hospitais. Já ocorreu, também, a transferência de pacientes para outros estados, em aeronaves da FAB.

O Comar, que tem a missão de dar apoio operacional aos estados do Amazonas, Rondônia, Roraima e Acre, tem à frente do comando, o brigadeiro Luiz Guilherme da Silva Magarão, que foi quem esteve presente no evento recebendo os agradecimentos.

Ele explicou a movimentação que está sendo feita para aumentar a representatividade regional da Força Aérea Brasileira na região Norte e para fortalecimento das ações operacionais.

“Nossa instituição tem plena consciência do seu papel com a região amazônica. Nosso objetivo é estreitar parceria, conhecer os representantes de cada órgão. Atuamos na missão de controlar e defender. Com a reativação faz com que a Força Aérea esteja presente nos estados do Amazonas, Rondônia, Roraima e Acre, contribuindo de forma decisiva para a integração e o desenvolvimento da região, diante de suas dificuldades de logística e de infraestrutura.”, disse.

A homenagem foi voltada precisamente aos serviços nas operações sociais da FAB, de socorro à população em situações de emergência. O Acre, por exemplo, ganhou atenção nacional devido a uma série de crises simultâneas em fevereiro e março deste ano: o agravamento da pandemia do coronavírus, o surto de dengue, crise migratória e enchente. Pelo menos dez cidades foram tomadas pelas águas.

“Nunca imaginávamos que nosso estado chegaria a essa situação de crise simultânea. A FAB colaborou demais com o transporte dos insumos para as famílias atingidas, remédios e transporte aéreo de pacientes acometidos pela COVID-19. Fez e continua fazendo um trabalho de grande importância para a sociedade. Somos gratos por essa parceria em prol da população”, disse a desembargadora-presidente.

Da agenda fez parte ainda a apresentação de levantamento de dados do Sebrae, pelo diretor-técnico da instituição no Acre, Lauro Santos. O evento contou a apresentação dos índices socioeconômicos do Acre e de desenvolvimento dos pequenos negócios locais. Estiveram presentes autoridades representantes de mais de 25 instituições do Poder Público e setor privado. Do TJAC, esteve presente também a juíza-auxiliar da Presidência, Andrea Brito.

In this article