Conecte-se conosco

Policial

Câmara Criminal faz homenagem pelas 300 mil pessoas mortas pela COVID-19 no Brasil

Os membros da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) fizeram um minuto de silêncio em sinal de luto pelas 300 mil

Publicado

em

Os membros da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) fizeram um minuto de silêncio em sinal de luto pelas 300 mil pessoas mortas pela COVID-19 no Brasil. A homenagem foi realizada ao final da 11ª sessão do Órgão, que ocorreu por meio de videoconferência, na quinta-feira, 25.

O presidente do Colegiado do 2º Grau, desembargador Pedro Ranzi, deixou uma mensagem em solidariedade as famílias enlutadas. “O momento é de dor e luto, mais de 300 mil perdas por causa da pandemia da COVID-19. Dessa forma, deixo minha solidariedade as famílias que perderam entes”.

Na quarta-feira, 24, o país atingiu a triste marca de 300 mil mortes causadas pela doença. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil, lamentavelmente, consolida-se neste mês de março como segundo lugar mundial com maior números de casos e mortes pela COVID-19. Em primeiro lugar figura os Estados Unidos da América (EUA).

No Acre a situação também é alarmante, nesta quinta-feira, foram registrados 1.210 óbitos. Conforme Boletim da Secretaria de Estado do Saúde do Acre (Sesacre), há superlotação dos leitos de UTI, o Estado está realizando a transferência de pacientes, pois não há vagas. O documento ainda informa que há 16 pessoas na lista de espera por leito em UTI.

Considerando essa situação calamitosa e a necessidade de adoção de uma gestão efetiva no combate a doença, os desembargadores-membros da Câmara Criminal do TJAC, juntamente com a procuradora do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) prestaram homenagem por todas as vidas perdidas.

O desembargador Samoel Evangelista lamentou a situação, lembrando que é preciso seguir as medidas de isolamento e distanciamento, mesmo com saudade da interação presencial, para preservar a vida. “Desejo que essa situação passe e nós possamos voltar a conviver e que possamos esperar a situação passar para podermos nos reunir presencialmente”.

Outra magistrada deu condolências às famílias foi a desembargadora Denise Bonfim: “tenho pedido à Deus conforto para todas as famílias que perderam seus entes queridos. Cada dia que passa vemos mais mortes. Tem famílias que perderam quatro, cinco membros para a doença. Nem imagino como é para essas pessoas”.

Enquanto a procuradora de Justiça, Patrícia Amorim, também comentou sobre a perda das famílias e salientou a necessidade de adoção de políticas institucionais de enfrentamento à COVID-19.

“Hoje é um dia simbólico, ontem o Brasil bateu a marca de 300 mil mortos. Então, registramos nossa solidariedade ao luto dessas famílias e ao sofrimento. Faço apelo para que nós enquanto membros do Sistema de Justiça e cidadãos possamos continuar trabalhando para transformar a realidade no Brasil, para que politicamente as coisas possam acontecer com celeridade, eficiência e para acabar ou, pelo menos, minorar o sofrimento e as perdas do povo brasileiro, que nunca, pelo menos na nossa geração, nunca, nunca vivenciamos o que estamos passando agora”, disse a procuradora do MPAC.

Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende em flagrante membro de facção que pichava muros e amedrontava a população do Bairro Vila Acre

 A Polícia Civil, através do trabalho da equipe de investigação

Publicado

em

A Polícia Civil, através do trabalho da equipe de investigação da 2ª Delegacia Regional de Polícia Civil, prendeu E. S. C., de 30 anos.
A ação policial iniciou-se após a apuração de denúncias indicando que no bairro Vila Acre havia um sujeito, integrante de organização criminosa, o qual traficava drogas e aterrorizava a população por meio de pichações intimidadoras.

Após as diligências iniciais, foi descoberto o local exato em que o suspeito se encontrava, ocasião em que agentes de polícia se deslocaram até o endereço levantado e identificaram o suspeito de posse de pequena quantidade de drogas e uma lata de spray.

Diante da situação, foi dada voz de prisão em flagrante ao suspeito, sendo este conduzido até a Delegacia de Flagrantes para a adoção dos trâmites cabíveis.

Ascom

Continue lendo

Policial

Polícia Civil e Ciopaer chegam a comunidade onde adolescente estava situação de vulnerabilidade

 A Polícia Civil do Acre contou com o apoio do Centro

Publicado

em

A Polícia Civil do Acre contou com o apoio do Centro Integrado de Operações Aéreas – Ciopaer – para realizar uma diligência em local de difícil acesso, na comunidade Passo da Pátria, no Rio Liberdade, em Cruzeiro do Sul.
Os policiais foram demandados pelo Conselho Tutelar do município para averiguar possível violação de direitos e exposição de menor a situação de risco. No local, uma adolescente de 15 anos de idade estava em situação de vulnerabilidade social.

De acordo com a denúncia, a adolescente teria dado a luz a um bebê, e o seu companheiro teria doado o filho para outras pessoas, sem o consentimento da adolescente.
Diante da autoria e materialidade do fato, o delegado Rômulho Carvalho abriu um inquérito policial para analisar detidamente o caso e responsabilizar o companheiro da vítima, e possivelmente as pessoas que receberam a criança, sem as formalidades legais, apurando todas as condutas separadamente.

A Polícia Civil irá juntar ao inquérito o relatório do Conselho Tutelar de Cruzeiro do Sul e enviar o caso à Justiça, pois no primeiro momento a maior preocupação é com o bem estar da adolescente e da criança. Vale salientar que se não fosse o apoio do Ciopaer, essas vítimas ainda poderiam está em situação de vulnerabilidade, tendo em vista que o local da ocorrência é de difícil acesso.
Ascom

Continue lendo

Policial

Homem mata esposa a golpes de terçado em Cruzeiro do Sul e joga corpo na rua e diz: “É assim que se faz”

No início da tarde desta quarta-feira (15) um feminicídio

Publicado

em

No início da tarde desta quarta-feira (15) um feminicídio foi registrado em Cruzeiro do Sul. Marcos Lima Nicácio, 41 anos, matou com 30 golpes de terçado a esposa, a dona de casa Kátia da Cruz Bernardo, 29 anos. O caso aconteceu no bairro Nova Olinda, próximo ao polo moveleiro. As informações são do site Juruá Em Tempo.

A mulher estava no Centro de Cruzeiro do Sul e ao retornar para casa foi brutalmente assassinada pelo esposo. Após matar a companheira, o homem lançou o corpo de Kátia em via pública.

Após matar a mulher Marcos ainda disse: “É assim que se faz”.

Marcos, que tem o apelido de Negão, esperou a chegada dos policiais. O homem estava limpando o sangue de dentro da residência. O feminicida foi preso em flagrante e levado à Delegacia de Cruzeiro do Sul.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exames periciais.

Notícias da Hora

Continue lendo

Trending