Conecte-se conosco

Política

Ney Areal critica empresa por ainda não ter feito o posteamento em Sena Madureira

Segundo ele, a empresa fornecedora de energia só é boa para aumentar o preço dos talões

Publicado

em

Redação Senaonline.net


O vereador Ney Areal (PSL) voltou a tecer comentários, na sessão de hoje à noite, sobre a falta de posteamento em vários Bairros de Sena Madureira. Segundo ele, a empresa fornecedora de energia só é boa para aumentar o preço dos talões, mas não realiza os investimentos que a comunidade necessita.

Ney Areal lembrou que os vereadores já estiveram em Rio Branco cobrando tal benefício, porém, nada foi feito até agora. “Existe um verdadeiro emaranhado de fios nos Bairros do município, colocando em risco a vida das pessoas, mesmo assim, a extensão de rede não acontece em nossa cidade. Sugiro, senhor presidente, que façamos uma nova visita aos Diretores da empresa em Rio Branco para cobrarmos providências em caráter emergencial”, comentou.

O parlamentar também cobrou da Energisa/Eletroacre que providencie a entrega dos talões nas casas dos moradores da zona rural, coisa que não vem acontecendo na atualidade.

Em outra parte, Ney Areal apresentou um ofício pedindo que o novo diretor do Hospital de Sena, Jairo Cassiano, possa comparecer à Câmara Municipal pra falar de suas metas de trabalho bem como sobre a Reforma e ampliação do setor que está prevista para acontecer. “Precisamos saber quando essa reforma vai começar. O nosso povo precisa de uma saúde melhor”, argumentou.

Para finalizar, Ney Areal parabenizou o prefeito Mazinho e o secretário municipal de saúde, Daniel Herculano, pela reforma no posto de saúde Aguinaldo Nunes, localizado no Bairro da Pista.

Continue lendo

Política

Supremo Condena Collor A 8 Anos E 10 Meses De Prisão

O Supremo Tribunal Federal (STF)

Publicado

em

O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que o ex-presidente da República e ex-senador Fernando Collor de Mello seja condenado a uma pena de 8 anos e 10 meses de prisão, em regime fechado, além de 90 dias-multa.

Cada dia-multa equivaleria a cinco salários-mínimos na época dos últimos fatos criminosos em 2014, corrigido pela inflação.

Essa correção é necessária para refletir o valor atual dos salários-mínimos, levando em consideração a variação da inflação desde 2014 até a data atual.

Essa condenação ocorreu devido aos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro relacionados à BR Distribuidora.

Os ministros já haviam condenado Collor anteriormente e, em 31 de maio, realizaram a dosimetria da pena no contexto da Ação Penal (AP) nº 1025.

Durante o processo, o Supremo Tribunal Federal (STF) também condenou Fernando Collor de Mello por associação criminosa, porém, reconheceu a extinção da punibilidade desse crime devido à prescrição. Além disso, foi determinado que o ex-presidente fica impedido de exercer funções públicas.

Com uma maioria de oito votos a favor e dois contra, o STF considerou comprovado que o ex-presidente recebeu propina no valor de R$ 20 milhões para favorecer a construtora UTC Engenharia na obtenção de contratos com a BR Distribuidora.

O relator do caso, ministro Edson Fachin, propôs uma pena de 33 anos, dez meses e dez dias de prisão. No entanto, os ministros André Mendonça, Nunes Marques, Dias Toffoli e Gilmar Mendes sugeriram uma pena de oito anos e seis meses.

Além da condenação de Fernando Collor de Mello, o STF também condenou os empresários Pedro Paulo Bergamaschi de Leoni Ramos a uma pena de quatro anos e um mês de prisão, e Luís Pereira Duarte de Amorim a três anos de reclusão.

O julgamento do mérito da ação penal foi concluído na última quinta-feira (25/5). O voto do relator, ministro Edson Fachin, foi seguido pelos ministros André Mendonça, Alexandre, Barroso, Fux, Cármen Lúcia, Dias Toffoli e Rosa Weber.

Por outro lado, os ministros Nunes Marques e Gilmar Mendes divergiram, votando pela absolvição de Fernando Collor em todos os crimes.

Jornal Contábil

Continue lendo

Política

Lei que altera nome de Hospital do Juruá é sancionada

O governo entende o quanto é importante homenagear

Publicado

em

O governo entende o quanto é importante homenagear e reconhecer o trabalho prestado por grandes servidores. Em razão disso, o governador Gladson Cameli sancionou nesta terça-feira, 30, a lei que altera o nome do Hospital Regional do Juruá, em Cruzeiro do Sul, para Hospital Irmã Nair Reichert.


Em sua fala durante a assinatura que sancionou a lei, o governador disse estar orgulhoso e feliz, pois a religiosa foi uma “grande administradora do Hospital do Juruá”.

A lei homenageia a Irmã Nair Reichert, que foi diretora da unidade durante 15 anos e faleceu em 24 de setembro de 2022, vítima de uma pneumonia. Anteriormente, a freira chegou a estar à frente do Hospital Santa Juliana e da Fundhacre, em Rio Branco.


O ato é um reconhecimento para uma pessoa que prestou serviço para o estado e contribuiu significativamente em Cruzeiro do Sul. “Ela tinha um slogan: Nossa missão aqui é fazer melhor pelo paciente. A irmã Nair foi uma referência no Acre”, disse o deputado estadual Clodoaldo Rodrigues, autor da lei.

Por Emily Vitoria- Agencia de Notícias do Acre

Fotos: Marcos Santos/Secom

Continue lendo

Política

De autoria da vereadora Ivoneide Bernardino, Projeto Câmara Mirim é aprovado por unanimidade

Foi aprovado por unanimidade durante a sessão na noite de ontem

Publicado

em

Foi aprovado por unanimidade durante a sessão na noite de ontem (30), o projeto de lei n° 004/2023, de autoria da Vereadora Ivoneide Bernardino, que institui a “Câmara Mirim” em Sena Madureira.

Em suma, o projeto tem a finalidade de envolver as crianças e adolescentes nas ações de cidadania e política do município, para que elas participem do processo de desenvolvimento da cidade. Elas também terão conhecimento dos trâmites e dos processos burocráticos que envolvem o trabalho dos vereadores.

“Estou muito feliz pela aprovação desse nosso projeto, tenho certeza que ele contribuirá para a formação das crianças e adolescentes como cidadãos e pessoas de bem. Agradeço aos nobres pares por votarem a favor. É um projeto inédito em nosso município, não tenho dúvidas que será um sucesso”, disse Ivoneide Bernardino.

Vale destacar que o projeto contemplará crianças do 4° ao 9° ano do ensino fundamental, sendo que no mês de agosto haverá eleições nas escolas, onde cada sala de aula escolherá um representante, e através de uma votação será escolhido apenas um Vereador Mirim de cada unidade de ensino.

Além disso, os 13 vereadores mirins serão empossados através de uma sessão Solene realizada pela Câmara Municipal, e em seguida ocorrerá a eleição da mesa diretora, as sessões ocorrerão ao menos uma vez na semana entre os meses de Agosto e Dezembro. Outro ponto importante, é que os melhores projetos apresentados por eles serão encaminhados ao executivo municipal.

ASCOM

Continue lendo

Trending