Conecte-se conosco

Policial

Acusado de jogar água fervendo nas partes íntimas da esposa é preso

Jessé Nogueira teve a prisão preventiva decretada e foi preso neste domingo (24),

Publicado

em

Jessé Nogueira teve a prisão preventiva decretada e foi preso neste domingo (24) no município de Sena Madureira. Agerlândia Miranda, de 25 anos, segue internada no Pronto-Socorro de Rio Branco.

Por Janine Brasil, G1 AC — Rio Branco

O ex-marido da cuidadora de idosos Algerlândia Miranda, de 25 anos, Jesse Saldanha Nogueira, foi preso na tarde deste domingo (24) no município de Sena Madureira, interior do Acre. Ele é acusado de jogar água fervendo em cima da mulher, que teve queimaduras de terceiro grau nas pernas e partes íntimas. A agressão teria sido motivada por ciúmes.

O caso ocorreu no último dia 12 desse mês e a mulher teve que ser transferida para a capital acreana, Rio Branco, por conta da gravidade dos ferimentos. Ela segue internada no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb).

O delegado do município, Marcos Frank, disse que a Justiça decidiu pela prisão preventiva de Nogueira nesse sábado (23). Na decisão, o juiz da Vara Criminal da cidade disse que o homem praticou o crime de lesão corporal grave no ambiente familiar. Nogueira foi encaminhado para o Presídio Evaristo de Moraes, no município, ainda neste domingo (24).

“Nós procuramos por ele no sábado, mas só conseguimos efetuar a prisão hoje [domingo, 24]. Ele não resistiu à prisão”, disse Frank.

O caso inicialmente tinha sido tratado como lesão corporal e Nogueira tinha se apresentado na delegacia com um advogado e em seguida liberado.

O delegado explicou que no primeiro momento foi feito um exame de corpo de delito que não atestou a lesão grave, mas que foi pedido um novo exame que comprovou a acusação da vítima.

“O exame atestou que foram queimaduras, que queimou as pernas e a vagina. Mas, ela [vítima] foi encaminhada para Rio Branco e eu fiz uma nova requisição ao IML e o médico do IML foi ao hospital onde ela está internada e fez um novo exame que, dessa vez, atestou a lesão corporal grave”, afirmou.

Acompanhamento psicológico

O Centro de Atendimento à Vítima (CAV), do Ministério Público, informou que está acompanhando o caso e prestando atendimento psicológico tanto a Agerlândia, como às crianças. Inclusive, uma equipe foi para Sena Madureira. A agressão foi presenciada pelas três filhas da vítima, de 10, 9 e 2 anos, que estão com o avô materno.

As duas mais velhas são de outro relacionamento da cuidadora. Ao G1, Agerlândia disse que se recupera bem e que acredita que em breve deve sair do hospital e voltar para casa. Mas, a possibilidade de sair do hospital vem acompanhada pelo medo.

“Me preocupo muito de como vai ser quando eu sair do hospital sem poder trabalhar para poder sustentar minhas filhas e também de como vou fazer para pagar o aluguel. Mas, quero logo me recuperar e creio que vai dar tudo certo”, falou a vítima ao G1 em matéria publicada no dia 19 desse mês.

‘Escolheu onde ia queimar’

Segundo a vítima, toda a briga aconteceu na frente das crianças, que pediam ajuda sem sucesso. Ao chegar na casa, Agerlândia disse que viu a leiteira no fogo, mas não imaginava que seria para machucá-la.

“Fiquei sem saber qual das minhas filhas eu ia acudir. Até que vi ele se aproximando com a leiteira fumaçando, me afastei e coloquei a minha mão para tentar me defender, mas ele escolheu o local para jogar a água fervendo. Ele jogou, tentei me defender de novo e ele jogou mais água”, relembrou emocionada.

As filhas da cuidadora entraram em desespero e Nogueira conseguiu fugir, enquanto ela e as duas crianças seguiam para o banheiro e jogavam água fria para tentar amenizar as queimaduras, que atingiram, principalmente, as partes íntimas da mulher.

“Eu não aguentava mais de dor. Fui tomar banho e o pior de tudo é saber que isso foi na frente das minhas filhas, que ficavam dizendo que eu ia morrer”, lamentou Agerlândia.

‘Foi covarde’

As filhas da vítima conseguiram ligar para o avô, Aldemir Miranda, de 45 anos, que estava em uma oficina próxima de onde tudo aconteceu. Ele chegou em seguida e conseguiu acionar a ambulância para ajudar Agerlândia.

Revoltado, ele diz que espera que Nogueira pague pelo que fez com a filha dele. “Uma pessoa ver a filha queimada, na situação que eu vi, se tremendo toda, o couro caindo. Não é todo pai que aguenta ver o que vi. O que ele fez foi uma covardia. Aquilo não é coisa que se faça com uma mulher”, desabafou Miranda.

Continue lendo

Policial

Homem é preso por descumprimento de medida protetiva

Na tarde desta quinta-feira, 23, a Polícia Civil

Publicado

em

Na tarde desta quinta-feira, 23, a Polícia Civil por meio da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) prendeu F.F.A, de 41 anos de idade, em cumprimento ao mandado de prisão pelo delito de descumprimento de medidas protetivas de urgência, com base na Lei Maria da Penha.

O investigado, após receber a intimação das medidas protetivas em seu desfavor, não respeitou tal decisão judicial e, reiteradas vezes, descumpriu o limite mínimo de distância entre a vítima, e continuou indo à residência e ao comércio de sua ex-companheira, ameaçando-a, e a ofendendo moral e fisicamente.

Após a autoridade policial da DEAM tomar conhecimento sobre tais delitos, foi representado pela prisão preventiva em desfavor do agressor, e a ordem judicial foi expedida pela Vara de Proteção à Mulher da Comarca de Rio Branco/AC.
O mandado de prisão foi cumprido no bairro Conjunto Universitário III.
O preso foi conduzido à Delegacia de Flagrantes (DEFLA), onde ficará à disposição da justiça.

Ascom

Continue lendo

Policial

Duas pessoas são presas pelo crime de estupro

Nesta quinta-feira, 23, a Polícia Civil

Publicado

em

Nesta quinta-feira, 23, a Polícia Civil por meio da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher e de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEMPCA), em Cruzeiro do Sul, prendeu A. C. D. S., de 23 anos, por descumprir medida de afastamento da vitima, após ser condenado em primeira instância pelo crime de estupro de vulnerável.

Ainda na manhã desta quinta-feira, 23, foi dado cumprimento a mais um mandado de prisão preventiva em desfavor de C. S. D. M., de 50 anos, em virtude de sentença condenatória pelo crime de estupro de vulnerável, a ser cumprida inicialmente em regime fechado.

Os presos foram conduzidos à sede da DEMPCA e em seguida à Unidade Prisional Manoel Neri onde permanecerão à disposição da Justiça.

Ascom/Policia Civil do Acre

Continue lendo

Policial

Farta quantidade de drogas é apreendida em presídio de Sena Madureira

Uma revista minuciosa promovida

Publicado

em

Uma revista minuciosa promovida por policiais penais lotados no presídio Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, resultou em apreensão de uma farta quantidade de drogas (maconha e cocaína).

Na quarta-feira (22), dia dedicado às visitas, o material ilícito foi encontrado nas dependências do banheiro dedicado aos visitantes. “Parte do ilícito estava no vaso sanitário e o restante no encanamento do banheiro”, confirmou Francisco de Assis, diretor do presídio.

 

Ao todo, foram apreendidos: 50 macarrões de maconha, 16 tabletes, 03 barras e 03 trouxinhas que pesaram 313 gramas. Além disso, os policiais encontraram 49 gramas de cocaína e 01 trouxa com 23 gramas da mesma substância.

De acordo com a direção do presídio, a fiscalização continuará sendo intensificada com a meta de repelir o tráfico de drogas no referido local.

Contilnet

Continue lendo

Trending