Conecte-se conosco

Policial

Acusados de matar primos são condenados a penas que somam mais de 70 anos de prisão

Crime foi em fevereiro de 2017 em Cruzeiro do Sul. Suspeitos desligaram padrão de energia para matar vítima.

Publicado

em

Joaquim Carlos Vasconcelos, de 21 anos, e Sávio Oliveira Gomes, de 20, foram a júri popular nesta quarta-feira (23), em Cruzeiro do Sul, interior do Acre. Eles são acusados da morte dos primos Amauri Lima da Silva, de 29 anos, e Antônio Lucas de Souza, de 21, executados no bairro da Lagoa, no dia 28 de fevereiro de 2017.

O julgamento dos acusados durou mais de 12 horas. Apesar de negarem as acusações desde o dia em que foram presos, em 24 de março de 2107, até o depoimento no banco dos réus, nesta quarta, o corpo de jurados decidiu pela condenação.

Vasconcelos foi condenado pelos crimes de homicídio qualificado, corrupção de menores – por ter o envolvimento de um menor no momento dos crimes – e por participação em organização criminosa. Por esses crimes, ele foi sentenciado a 26 anos e 1 mês de reclusão em regime fechado.

Segundo o promotor que atuou no caso, Júlio César Medeiros, o inquérito da polícia apurou que Vasconcelos teria dado ordens para matar a primeira vítima, Amauri Silva, mas não foi comprovado que ele teria ordenado a execução de Antônio Lucas.

“Para evitar qualquer tipo de excesso, eu mesmo em plenário do júri pedi a absolvição do mandante do primeiro homicídio em relação a segunda vítima. Que, no caso, era o Antônio Lucas, que foi executado apenas como queima de arquivo”, disse o promotor Júlio César Medeiros.

Já o segundo acusado foi sentenciado a 44 anos e 10 meses de prisão. De acordo com o promotor, Gomes teria executado os dois jovens a tiros e foi condenado por duplo homicídio e também pelos crimes de corrupção de menor e participação em organização criminosa.

“No caso, foi um duplo homicídio. Havia uma vítima que era o alvo por ser membro de uma facção rival, só que além desse alvo que foi atingido, apareceu uma outra testemunha no local que foi executada por queima de arquivo. Então, quem deve responder por essa queima de arquivo é o executor. Não seria justo imputar essa condenação também ao mandante do primeiro homicídio”, explicou o promotor.

Vasconcelos e Gomes vão continuar cumprindo pena no presídio Manoel Neri da Siva, na mesma cidade do crime. Os advogados dos acusados não quiseram se posicionar sobre o caso.

O crime

 

Os primos Amauri Lima da Silva, de 29 anos, e Antônio Lucas de Souza, foram executados a tiros na casa de Silva, no Bairro da Lagoa, no dia 28 de fevereiro de 2017. De acordo com o Ministério Público, os autores chegaram em frente a residência e desligaram o padrão de energia.

Quando Silva foi ver o que tinha ocorrido foi surpreendido com os tidos. O primo dele teria presenciado o crime e também foi alvejado por ter reconhecido os assassinos.

por G1 Acre

Continue lendo

Policial

Homem é preso por descumprimento de medida protetiva

Na tarde desta quinta-feira, 23, a Polícia Civil

Publicado

em

Na tarde desta quinta-feira, 23, a Polícia Civil por meio da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) prendeu F.F.A, de 41 anos de idade, em cumprimento ao mandado de prisão pelo delito de descumprimento de medidas protetivas de urgência, com base na Lei Maria da Penha.

O investigado, após receber a intimação das medidas protetivas em seu desfavor, não respeitou tal decisão judicial e, reiteradas vezes, descumpriu o limite mínimo de distância entre a vítima, e continuou indo à residência e ao comércio de sua ex-companheira, ameaçando-a, e a ofendendo moral e fisicamente.

Após a autoridade policial da DEAM tomar conhecimento sobre tais delitos, foi representado pela prisão preventiva em desfavor do agressor, e a ordem judicial foi expedida pela Vara de Proteção à Mulher da Comarca de Rio Branco/AC.
O mandado de prisão foi cumprido no bairro Conjunto Universitário III.
O preso foi conduzido à Delegacia de Flagrantes (DEFLA), onde ficará à disposição da justiça.

Ascom

Continue lendo

Policial

Duas pessoas são presas pelo crime de estupro

Nesta quinta-feira, 23, a Polícia Civil

Publicado

em

Nesta quinta-feira, 23, a Polícia Civil por meio da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher e de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEMPCA), em Cruzeiro do Sul, prendeu A. C. D. S., de 23 anos, por descumprir medida de afastamento da vitima, após ser condenado em primeira instância pelo crime de estupro de vulnerável.

Ainda na manhã desta quinta-feira, 23, foi dado cumprimento a mais um mandado de prisão preventiva em desfavor de C. S. D. M., de 50 anos, em virtude de sentença condenatória pelo crime de estupro de vulnerável, a ser cumprida inicialmente em regime fechado.

Os presos foram conduzidos à sede da DEMPCA e em seguida à Unidade Prisional Manoel Neri onde permanecerão à disposição da Justiça.

Ascom/Policia Civil do Acre

Continue lendo

Policial

Farta quantidade de drogas é apreendida em presídio de Sena Madureira

Uma revista minuciosa promovida

Publicado

em

Uma revista minuciosa promovida por policiais penais lotados no presídio Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, resultou em apreensão de uma farta quantidade de drogas (maconha e cocaína).

Na quarta-feira (22), dia dedicado às visitas, o material ilícito foi encontrado nas dependências do banheiro dedicado aos visitantes. “Parte do ilícito estava no vaso sanitário e o restante no encanamento do banheiro”, confirmou Francisco de Assis, diretor do presídio.

 

Ao todo, foram apreendidos: 50 macarrões de maconha, 16 tabletes, 03 barras e 03 trouxinhas que pesaram 313 gramas. Além disso, os policiais encontraram 49 gramas de cocaína e 01 trouxa com 23 gramas da mesma substância.

De acordo com a direção do presídio, a fiscalização continuará sendo intensificada com a meta de repelir o tráfico de drogas no referido local.

Contilnet

Continue lendo

Trending